Há apenas alguns anos, considerar o uso de ferramentas digitais e de softwares de gestão para a automação de serviços era sinônimo de algo caro e inviável. 

Porém, com o passar do tempo, a evolução da tecnologia e a democratização da internet, os softwares de gestão de empresas e os sistemas ERP passaram a parte do dia a dia de grande parte das companhias ao redor do mundo.

E assim, a digitalização de processos corporativos está em constante crescimento. Afinal, segundo uma pesquisa sobre transformações digitais no Brasil, conforme as empresas aumentam sua maturidade digital, ampliam-se as vantagens competitivas em relação às demais.

Assim, fica evidente que a automação nas empresas já deixou de ser uma simples tendência, se tornando uma realidade no mercado essencial para o crescimento de qualquer companhia

Nesse cenário, quem acompanhar a tecnologia tem mais possibilidades não apenas de se destacar entre a concorrência, mas de produzir mais em menos tempo e com menor custo. 

Por esse motivo, citaremos, neste artigo, os melhores softwares de gestão para empresas e tudo que você precisa saber para adaptar a sua companhia a esse modo de trabalho. 

Dessa forma, não será difícil ver a sua marca em destaque e dentre os grandes nomes da revolução digital. Confira mais abaixo!

O que é um software de gestão empresarial?

Os softwares de gestão corporativa auxiliar desde o controle de atividades até as análises de dados.  

Os softwares de gestão corporativa possuem categorias e funções, adaptadas aos diferentes segmentos de negócios existentes. Em geral, essas ferramentas digitais auxiliam na administração e controle de dados e informações relativos aos processos de determinada área

Nesse conceito, englobam-se desde os softwares mais simples, como aqueles voltados para a substituição de extensas planilhas de acompanhamento, até os de maior complexidade, que incluem ferramentas diversas, como o controle de gastos da empresa.

Independente do segmento e objetivo os software de gestão corporativa possuem um foco em comum: A tecnologia a favor da agilidade e praticidade do trabalho dos profissionais. 

Com a evolução da tecnologia, é evidente que os sistemas utilizados pelas companhias estão em constante atualização, adquirindo novas utilidades e diminuindo gaps operacionais. 

Sendo assim, a tendência dentro do ramo é que cada vez mais novos programas sejam criados, até que toda a empresa possa ser acompanhada de maneira totalmente digital.

Esse cenário pode até parecer utópico, mas não são poucas as pesquisas que apontam justamente o contrário.

De acordo com um estudo realizado pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil, no último ano, um terço das empresas brasileiras realizaram a aquisição ou atualização de um novo software para as suas rotinas de trabalho.

Baseado nesses fatos, é incontestável que a tendência a adesão desses sistemas só tende a aumentar, alcançando a digitalização completa em alguns anos. 

Portanto, os empresários e gestores que buscarem acompanhar o mercado agora, em pouquíssimo tempo se tornarão referência se tratando de indústria 4.0 e colherão frutos no futuro.

Os benefícios dos softwares de gestão de empresas

Que utilizar um software para a administração de tarefas é uma tendência imparável, não há dúvida alguma. 

Em 2017, cerca de 70% das corporações brasileiras já faziam uso de algum sistema em sua produção, segundo a IDC Latam.

Os principais motivos dessa alta taxa de adesão são os incontáveis benefícios que a automação acarreta para os colaboradores e para as rotinas gerais. Destacamos abaixo 3 dos mais importantes, confira!

1. Economia financeira

A famosa citação popular “tempo é dinheiro” nunca fez tanto sentido quanto dentro do contexto da tecnologia e do mundo globalizado.

Com o uso de softwares de gestão, é possível realizar tarefas de maneira mais rápida, simples e organizada, tendo uma boa análise financeira e com um controle rígido das demandas acompanhadas ao longo do dia. 

Consequentemente, os líderes desperdiçam menos tempo nas atividades, agora automatizadas, podendo utilizar os momentos livres para o cumprimento de outras funções, otimizando toda a produção.

Dentro desse cenário, os colaboradores trabalham mais, no mesmo espaço de tempo, se tornando mais produtivos. Com isso, a capacidade financeira da companhia aumenta, o desperdício diminui e os crescentes lucros podem ser notados em pouquíssimo tempo.

2. Controle mais seguro e efetivo

A tecnologia presente nos softwares de gestão pode amenizar possíveis erros nas análises.

Dentre todos os benefícios de trazer as máquinas para o ambiente corporativo, a exatidão do trabalho realizado por elas precisa ser destacado. 

Com o uso de ferramentas para empresas é possível contar com dados claros sobre a produção e as demandas realizadas, bem como os números de cada entrega solicitada.

Portanto, os softwares para gestão são grandes aliados dos líderes que desejam ter um controle mais efetivo de suas equipes, bem como do tamanho de sua produção e do estoque da companhia.

3. Auxílio na tomada de decisão

Em momentos de recessão, a tomada de decisão empresarial vem acompanhada de uma responsabilidade ainda maior aos líderes e gestores. Afinal, um investimento inadequado pode resultar em um grande prejuízo, afetando não apenas a produção da companhia, mas todo o seu planejamento anual.

Com um software para gestão, é possível realizar escolhas mais cuidadosas, com base nos indicadores fornecidos pelos sistemas. Assim, diminui-se consideravelmente os riscos de erros e de atitudes não benéficas à saúde financeira da organização.

Software para gestão de empresas: conheça os líderes do mercado mundial

Parafraseando Bruno Ferreira, diretor da devCoffee, empresa focada no desenvolvimento de softwares para gestão, “as melhorias de processos e governança corporativa são fundamentais para a longevidade das empresas”.

Em outras palavras, manter-se atento às novidades do mercado é fundamental para a construção de uma história longa e marcante no ramo corporativo. 

Organizações que não se arriscam tendem a ficar para trás no mercado. Já que a tendência é o uso da tecnologia para apresentação de melhores resultados aos clientes e acionistas.

É por esse e tantos outros motivos que o campo para profissionais da TI permanece em constante ascensão. Cada vez mais empresários entendem o quanto a automação nas empresas é benéfica e buscam pela criação de seus próprios Sistemas ERP e softwares administrativos.

No entanto, atualmente, a gama de programas disponíveis já é gigantesca e vem fazendo grande diferença no dia a dia de companhias ao redor de todo o país. Acompanhe abaixo alguns dos principais sistemas utilizados para controle de gestão no Brasil!

1. Nibo

O Nibo é um software de gestão de empresas voltado para a área financeira. Sua promessa e sua principal característica é proporcionar uma administração eficiente, porém, simples e descomplicada, ideal para corporações de pequeno e médio porte.

Através deste programa, pode-se separar exatamente quais são as contas a pagar, acompanhar o fluxo de caixa mensal e ainda automatizar todo o processo de cobrança de recebíveis.

Além disso, outro ponto bastante interessante e que faz dessa ferramenta a preferida de alguns empreendedores é a possibilidade de integrá-la com o escritório de contabilidade da companhia. Desse modo, pode-se autorizar o acesso do contador de forma rápida e eficaz, evitando o retrabalho na prestação de contas e garantindo que todos os boletos foram pagos.

2. Agendor

Já o Agendor se trata de uma ferramenta voltada para o CRM (Customer Relationship Management). 

Em tradução literal, gestão de relacionamento com o cliente. Nessa abordagem o objetivo é antecipar as necessidades do consumidor, de modo a oferecer o melhor serviço possível e assim angariar novos clientes.

Dentro desse software para gestão de empresas é possível acompanhar todas as relações entre os clientes e colaboradores de maneira bastante intuitiva, pelo computador ou smartphone. Além disso, o sistema oferece sugestões sobre as melhores atitudes para a fase do funil de vendas, aumentando as chances da empresa elevar os lucros.

3. Tiny Erp

Se o seu objetivo é um software de gestão integrada, o Tiny ERP é uma solução viável, simples e extremamente indicada para esse ramo. Dentro dele é possível ter um controle rígido sobre todos os setores da empresa, da área de estoque até mesmo o recursos humanos.

Sua usabilidade é mais indicada para companhias de médio porte e estabelecimentos comerciais, dado a algumas limitações de armazenamento. Dentro desses nichos, é possível realizar diversas atividades de maneira simples e prática, como emissão de notas fiscais automáticas e padronização de processos.

4. Conta Azul

O Conta Azul se trata de um dos maiores orgulhos nacionais. Com o objetivo de gestão financeira, o software é um dos mais aderidos no Brasil, com usabilidade intuitiva e interface organizada.

Suas capacidades abordam áreas como emissão de boletos, gestão de estoques e notas fiscais. 

Além disso, ele também conta com um aplicativo de extensão para administração de caixa. 

Com isso, pode-se realizar a organização econômica da empresa em um só lugar, de maneira eficaz e com controle absoluto das demandas realizadas.

5. Trello

Quem procura por um software de gestão de empresas onde possa dividir as atividades para cada colaborador de maneira simples e descomplicada, vai adorar o Trello.

O sistema funciona através de quadros, nos quais é possível inserir, mover, anexar e revisar arquivos de maneira rápida. Quem conhece a metodologia Kanban vai se identificar com seu funcionamento, já que o organizador de tarefas se assemelha bastante a um mural de atividades físico.

Ademais, vale dizer que o Trello também possui uma API aberta, a qual permite a interação e integração com outros softwares.

O IFood Office e seu software de gestão para serviços de refeição corporativa

O iFood Office descomplica as rotinas burocráticas da gestão das demandas por comida. 

Que o IFood é uma das startups brasileiras de maior sucesso e um case de referência, não há dúvida alguma. A empresa atualmente é líder no mercado de entregas de comida, criando um conceito revolucionário na forma de pedir e receber deliverys.

No entanto, recentemente a companhia apresentou um software ainda mais transformador, o qual promete auxiliar muitas organizações em suas refeições corporativas. Se trata do IFood Office, um painel de controle para administração dos serviços alimentícios na instituição.

O modelo escolhido para o software se assemelha bastante ao utilizado pelos apps de carona, como Uber e 99. Em linhas gerais, é um método de pagamento corporativo, no qual o gestor pode escolher limites de gastos por refeições, usuários e grupos, de acordo com sua necessidade e com o tamanho da companhia.

Além disso, conta-se com a vantagem da emissão de relatórios automáticos pelo sistema, facilitando o controle dos gastos mensais e a gestão das despesas do serviço.

Segundo Paula Rabelo, head do iFood Empresas, “todas as despesas são reunidas em uma única fatura, dando mais visibilidade e transparência para a gestão corporativa”.

Com esse projeto, a empresa promete se tornar ainda maior dentro do mercado nacional e internacional, se tornando referência não apenas em entrega de comida, mas em inovação e tecnologia de ponta em seus serviços.

Contar com um software para gestão de empresas é um conceito que perpassa o planejamento de todos os empresários antenados nas tendências do mundo corporativo.

Sendo assim, se você deseja saber ainda mais sobre esse tema e outras dicas para  governança corporativa, continue acompanhando nosso blog! Por aqui postamos o que há de melhor para lhe manter atualizado, além das melhores ideias para aplicar com sua equipe!

Gostou? Compartilhe!

Por: Helenoá Trevisan

Formação em Linguística com especializações em comunicação digital. Entusiasta da aprendizagem interdisciplinar e amante da união entre jogos, animação e tecnologia em ferramentas facilitadoras para a vida corporativa.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.