Segurança alimentar pode ser definida como o acesso de todos os indivíduos a alimentos de qualidade e em quantidade adequada às necessidades de cada um.

 

Em linhas gerais, esse termo diz respeito ao direito de todo ser humano se nutrir corretamente.

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), o mundo tem uma espécie de prazo estabelecido para acabar com a fome. Em menos de 10 anos, o governo, por meio de ações implementadas em parceria com a sociedade civil, deve fomentar estratégias que visem sanar esse problema. 

Nesse sentido, a segurança alimentar no Brasil tem se tornado uma prioridade para líderes e entidades que se preocupam com a condição física, nutricional e mental dos indivíduos.

Ou seja, as empresas que oferecem vale-refeição e alimentação para os seus colaboradores devem se atentar à aplicabilidade desta estratégia dentro da sua organização.

Se você precisa entender mais sobre o tema e tem interesse em saber quais são as melhores práticas para aumentar a segurança alimentar dos funcionários, continue lendo e aprenda tudo sobre o assunto!

O que é Segurança Alimentar? 

A segurança alimentar é um conjunto de iniciativas e ações que buscam contribuir positivamente para uma boa qualidade de vida dos indivíduos. 

Isso é realizado por meio da garantia do direito à alimentação por todos os seres humanos. 

Portanto, quando falamos sobre segurança alimentar e nutricional, estamos englobando todas as práticas que envolvem uma boa refeição, em quantidade necessária e com os principais nutrientes que uma pessoa precisa para ter uma boa saúde. 

Esse conceito nasceu da necessidade gerada pela escassez de recursos experimentada ao final das duas grandes guerras mundiais. 

Dessa forma, há quase 100 anos esse conjunto de ações se faz uma necessidade para que todas as pessoas tenham acesso a alimentos no mínimo dignos. 

Resumidamente, pode-se dizer que a segurança alimentar evita que as pessoas possam ser contaminadas por transmissões microbiológicas cruzadas comuns no processo de produção alimentício. 

É importante lembrar também que a sua definição inclui o fornecimento de comidas saudáveis e dentro do prazo da validade para o público. 

Quais suas principais aplicações? 

Para que a segurança alimentar seja corretamente seguida, é necessário que algumas práticas se façam presentes na rotina de um estabelecimento responsável pela produção das refeições, por exemplo.

Sendo assim, locais como confeitarias, panificadoras, pizzarias, restaurantes e qualquer ambiente responsável pela manipulação de alimentos, devem seguir ordens técnicas e legais visando contribuir para a boa saúde do consumidor final

Isso quer dizer que produzir comidas próprias e seguras para o consumo deve ser uma prioridade nesses ambientes. Para tal, pode-se seguir o Manual de Boas Práticas e também o guia de procedimentos operacionais padronizados. 

Além disso, monitorar a temperatura de equipamentos e alimentos e ter profissionais responsáveis pela excelência da qualidade da refeição final é uma boa alternativa para que a segurança alimentar seja seguida assertivamente. 

Também é essencial que esse processo seja iniciado logo após o recebimento da embalagem. 

Ou seja, é fundamental que os estabelecimentos alimentícios verifiquem a data de validade dos produtos, como também sua aparência e se o pacote não está propício a entrada de fungos e bactérias. 

Assim, com todas as principais necessidades alinhadas e o controle da higiene de todos os equipamentos importantes, o produto final poderá ser satisfatório, atendendo às necessidades de todos os indivíduos por uma refeição adequada, humanizada e de qualidade. 

Ações do iFood e iniciativas que fazem parte do nosso código de ética

O iFood entendeu desde sempre que segurança alimentar é um assunto que merece atenção.

Por isso, no nosso código de ética você pode encontrar dicas e informações que correspondem às principais ações no que diz respeito à segurança alimentar e nutricional dos clientes. 

Nesse sentido, o iFood está sempre disponível para tirar dúvidas e proceder rapidamente em casos de denúncias e emergências. 

Dessa forma, caso os nossos parceiros se depararem com algum erro grave que impacte diretamente nesse quesito eles podem entrar em contato imediatamente com a nossa central. 

O nosso foco está em resolver o problema e garantir uma alimentação adequada a todos os indivíduos. 

Além disso, um dos principais comportamentos cultivados dentro da empresa é o de responsabilidade. Isso quer dizer que nós trabalhamos com bom senso e respeito à integridade física de todos os indivíduos.

Em outras palavras, o iFood busca implementar medidas que engajem todo o time em prol de uma boa segurança alimentar

Por essa razão, esse tema é visto como prioridade dentro da empresa, uma vez que sua importância está diretamente relacionada à qualidade de vida do que há de mais valioso nas empresas: as pessoas. 

Definitivamente, nós acreditamos que os indivíduos devem ser alimentados e cuidados com refeições de qualidade e que contribuam para o seu bem-estar. 

Assim, nossos benefícios flexíveis seguem um rígido controle de segurança para que os benefícios corporativos ofertados aos trabalhadores sejam de excelente procedência, proporcionando variadas vantagens, tanto para funcionários, como também para líderes.

Como o iFood Benefícios contribui para o aumento da segurança alimentar?

O iFood Benefícios é um programa prático para a empresa e para o colaborador que garante o cadastro no PAT e possui algumas isenções fiscais. 

Além disso, é importante lembrar que o Programa de Alimentação do Trabalhador é uma proposta do governo para que as organizações cuidem dos hábitos alimentares dos seus funcionários. 

Essa é uma ótima oportunidade de contribuir para a segurança alimentar dos colaboradores, uma vez que a saúde do trabalhador é o ponto central desse programa. 

Por fim, se você está em busca de oferecer mais qualidade nutricional para a sua equipe, você pode realizar isso por meio de bonificações. 

Portanto, oferecer alguns benefícios para os colaboradores que mais se comprometem com a fomentação da prática dentro da organização, por meio do fornecimento de cartões-presente e vale-cultura é uma alternativa amigável. 

Agora que apresentamos passo a passo quais são os conjuntos de práticas implementados pelo iFood, comece já a fazer isso dentro da sua empresa para garantir um maior bem-estar, produtividade e satisfação do seu time de funcionários!


Descubra mais sobre como os programas do iFood podem te ajudar a melhorar a segurança alimentar da sua organização. Clique aqui e leve mais qualidade de vida para os seus funcionários!

Gostou? Compartilhe!

Por: iFood Benefícios

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.