O capital humano sempre foi um divisor de águas dentro das empresas. Embora a automação industrial esteja cada vez mais desenvolvida, é praticamente impossível pensar em uma companhia que não tenha uma equipe de recursos humanos. Sendo assim, temas como o People Analytics, que reúnem digitalização e gerenciamento, têm ganhado bastante notoriedade no mundo empresarial.

Afinal, seria errôneo dizer que a gestão dos recursos humanos não está evoluindo junto com a tecnologia, tendo em vista que cada vez mais a automação de etapas alcança todas as áreas da empresa, em companhias de todos os tamanhos. 

Assim, através de recursos como o rh analytics, é possível transformar o processo de gestão do capital humano das organizações, permitindo aos gestores a possibilidade de trabalhar com uma administração estratégica neste âmbito e melhorar a produção de toda a empresa.

Essas ferramentas trabalham com uma abordagem voltada para a análise de pessoas (people analytics), como o próprio nome sugere, essas análise se baseia em estudos realizados a partir da coleta, organização e o cruzamento de informações sobre o capital humano da empresa.

Ficou curioso(a) para saber mais sobre análise de pessoas? Então continue acompanhando, pois neste artigo vamos te explicar tudo sobre esse recurso e de que modo ele pode auxiliar a sua empresa a se desenvolver no mercado!

O que é People Analytics e para que serve?

O People Analytics nada mais é que um processo cujo principal objetivo envolve a coleta, a organização e consequentemente a análise de dados, buscando compreender as expectativas e o comportamento dos colaboradores dentro da empresa.

Através dessa avaliação, o setor de Recursos Humanos pode descobrir quais são as variáveis que mais causam impacto nos índices de engajamento da equipe. 

A ideia aqui é que essas informações sejam utilizadas para aperfeiçoar procedimentos internos da organização e melhorar o relacionamento de toda a equipe.

People Analytics possui relação direta com análise de dados com o objetivo de ganhos positivos para a empresa.

Em um primeiro momento, pode ser complicado pensar em um setor de RH que funcione à base de dados, tendo em vista que as quantidades de informações por pessoas são muitas e variadas.

Além disso, geralmente é neste setor que se encontra toda a concentração de estatísticas sobre o capital humano de uma organização.

Todavia, todos esses dados são usados, em sua maioria, apenas para a criação de relatórios descritivos.

O que falta neste caso é a habilidade de lapidar as informações de forma a organizá-las ao ponto de permitir uma utilização estratégica, juntamente com os objetivos macros do negócio e seus planos competitivos.

Nesse ponto o People Analytics se faz presente, já que por meio dele é possível não só administrar, mas estudar e compreender o potencial da força humana da companhia através de uma análise minuciosa dos dados coletados. 

O que é Rh Analytics?

O RH analytics é uma plataforma voltada para auxiliar as decisões estratégicas das empresas, visando sempre o desenvolvimento da organização e utilizando o conhecimento aprofundado da própria companhia para melhorar a sua gestão.

Essa plataforma permite que dados organizacionais sejam gerados de forma recorrente, possibilitando assim a criação e o acompanhamento de planos de ação voltados para a gestão estratégica da empresa.

Com o agrupamento dos dados, os analistas de RH e os gestores, de forma geral, aumentam a qualidade das análises, trazendo mais assertividade nas decisões direcionadas ao capital humano da organização. 

Além disso, essa plataforma ainda permite às empresas comparar dados de mercado, aumentando o seu poder competitivo e melhorando a análise do perfil dos funcionários.

Segundo a pesquisa Maturidade na Prática de People Analytics, a maioria das companhias (cerca de 37%) ainda coleta apenas dados pessoais e demográficos básicos de seus colaboradores.

Nesse sentido, fica evidente que o rh analytics é uma área de potencial, mas que ainda tem muito a crescer dentro do mercado brasileiro.

Como o Big Data pode melhorar a gestão de RH?

O Big Data pode revolucionar a sua gestão de RH.

De acordo com a definição mais utilizada, o termo Big Data descreve o imenso volume de dados, que podem ser estruturados ou não estruturados, e que impactam os negócios de forma direta no cotidiano da empresa.

De forma mais simples, basta entender que, atualmente, a maior parte das interações entre as pessoas acontece de maneira digital, seja por intermédio de redes sociais, e-mails, vídeos assistidos, buscas na internet, conversas em aplicativos, entre muitas outras possibilidades. Logicamente, todas essas informações ficam, de certa forma, registradas.

Sendo assim, essas informações ao serem organizadas e analisadas da maneira certa, são capazes de fornecer a companhia respostas para as mais variadas questões.

No RH é possível utilizar um exemplo simples em que o Big Data pode ser usado para elucidar o conceito.

Imagine a seguinte situação: um processo seletivo está acontecendo e todos os dados dos candidatos como sexo, experiência, formação, localidade e pretensão salarial são acumulados e cruzados. 

Dessa forma, é possível mapear todas essas informações, agrupando-as de acordo com a necessidade da organização.

Assim, dados como o melhor canal de comunicação ou ainda a cidade que mais tem concentração de talentos se tornam facilmente detectáveis.

Por que adotar o People Analytics na sua empresa?

De acordo com um artigo publicado na HSM Experience, ao utilizarmos dados para compreender quais comportamentos tornam as pessoas mais eficientes, criativas, líderes, seguidoras, especialistas, felizes ou especialistas em seus locais de trabalho, estamos fazendo uso do People Analytics.

Além disso, conforme Deli Matsuo, CEO da Appus, empresa pioneira na aplicação de análise tecnológica em recursos humanos no Brasil, cedo ou tarde todas as empresas irão acabar investindo em tecnologia de People Analytics, visto que a força humana é, de fato, o recurso mais importante e também mais caro que elas possuem e assim deve ser melhor analisada.

Nesse cenário, percebe-se que são várias as possibilidades para o uso de People Analytics.

No entanto, o foco da maioria das companhias está em utilizar a ferramenta com o intuito de melhorar a tomada de decisões, identificar talentos e ainda gerar ganhos de produtividade, melhorando os processos que antes eram realizados com base em preconceitos ou vieses. 

Como aplicar o People Analytics?

Através do uso da tecnologia de People Analytics, é possível mapear comportamentos e gerar dados que posteriormente podem ser interpretados através de sistemas especializados.

Esses softwares realizam o enquadramento dos colaboradores em perfis, dividindo-os em padrões comportamentais que são capazes de indicar para o RH quando e em quais áreas tais pessoas poderão ser úteis, quais competências possuem ou ainda podem desenvolver com o passar do tempo. 

Todo esse mapeamento eleva a produtividade e consequente, aumenta o lucro da companhia.

Além disso, é viável mapear também o que se pode esperar desses funcionários, no que se refere ao uso de seus talentos e habilidades.

Isso pode ser feito através de ferramentas digitais, como sistemas ERP, ou com o uso de tecnologias especiais e personalizadas para cada empresa.

O gerenciamento de Recursos Humanos baseado em competências e em perfis comportamentais, de diversas maneiras tem se provado um tipo de conduta com o poder de elevar os índices positivos de uma organização.

É interessante ressaltar também, que o acesso às análises que refletem o comportamento dos colaboradores, quando realizado antecipadamente, permite eliminar redundâncias e excessos dentro das empresas, ajudando a criar lideranças mais sólidas, com maior preparo para lidar com o conhecido fator humano nas organizações, que por sua vez é umas das partes mais complicadas de qualquer gestão.

Qual o futuro do processo de recrutamento e seleção utilizando o PA?

Ao usar a análise de dados em processos de recrutamento e seleção de candidatos, há um aumento no potencial de efetividade na aquisição de novos talentos. 

Determinando as qualificações necessárias para a posição e mensurando o potencial dos candidatos antes de efetivamente realizar a contratação, é possível para os recrutadores afunilar o perfil dos colaboradores para as vagas em questão. 

Nestes processos de seleção alguns benefícios da utilização de recursos de People Analytics podem ser ressaltados , sendo eles:

  • a redução do tempo de contratação, já que existe a substituição de processos manuais;
  • aprimoramento da qualidade das contratações, tendo em vista a possibilidade de evitar vieses inconscientes no processo;
  • melhora na coleta de dados de recrutamento e contratação, havendo uma correlação entre o engajamento de novos funcionários com os resultados de negócio.

Este último ponto é consideravelmente importante, já que, ao conectar dados de contratação aos dados gerais de negócio, é criada uma relação de empoderamento, transformando a aquisição de talentos em uma função estratégica para a empresa.

Como implementar o People Analytics

O People Analytics é uma tecnologia que pode revolucionar os meios de trabalho de qualquer corporação. Sendo assim, acompanhe alguns passos para implementação deste processo digital nas companhias: 

  • investir em profissionais qualificados: é muito importante ter uma equipe responsável pelas análises dos dados coletados, garantindo a eficiência dos planos em conjunto com as necessidades da empresa;
  • mapear os dados corretamente: boas análises só podem acontecer se bons dados estiverem disponíveis, por isso é válido priorizar uma coleta de dados transparente e segura;
  • realizar planejamentos estratégicos a curto, médio e longo prazo, analisando as necessidades da empresa como um todo;
  • fazer a integração de dados externos e internos, utilizando informações de mercado também. A tecnologia lhe permite realizar o cruzamento destes dados de forma eficiente;
  • usar os dados com sabedoria, focando nas ações e não apenas nas descobertas. Contra dados não há hipóteses, utilize as informações para traçar estratégias que agreguem valor ao negócio.

Cursos de People Analytics

Atualmente, diversas fundações de renome oferecem cursos na área de People Analytics, acompanhando a crescente demanda do mercado. 

Existem diversos cursos online de People Analytics para aperfeiçoamento no assunto.

Bons exemplos de cursos capazes de formar profissionais do chamado RH do futuro são o curso oferecido pela PUC de SP, que possui uma carga horária de apenas 48 horas, sendo uma boa opção para quem não tem tanto disponível. 

Há também o curso oferecido pela Fundação FIAP, que é bem completo e indicado para os profissionais que desejam aprimorar seus conhecimentos na área de RH.

Soluções do IFood Empresas: tecnologia aliada a praticidade

Que a tecnologia veio para tornar os dia a dia empresariais melhores e mais simples, não há dúvida alguma.

Atualmente, diversas gigantes do mercado já estão trabalhando em busca da digitalização e automatização em seus processos.

O IFood Empresas é um grande exemplo disso, com seus novos produtos no mercado, como o IFood Office e o IFood Card. Ambos visam revolucionar os métodos de trabalhar com refeições corporativas, oferecendo mais agilidade as etapas de reembolso.

Com essas novidades, a empresa pretende crescer ainda mais, visando adquirir fundos para continuar investindo na inteligência artificial, maior representante da tecnologia dentro da indústria atual.

E aí, qual a sua opinião a respeito do tema? Deixe aqui nos comentários! E se quiser continuar antenado nas novidades do mercado, acompanhe nosso blog, aqui sempre temos artigos sobre os assuntos mais atuais.

Gostou? Compartilhe!

Por: Fernanda Capella

Coordenadora de Marketing de Conteúdo, copywriter, especialista em conteúdo de performance e comunicação. Amante de tecnologia, negócios, café e gastronomia.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.