Muitas empresas que buscam uma vantagem competitiva no mercado desenvolvem o que chamamos de plano de desenvolvimento individual (PDI). No entanto, para que ele realmente gere resultados satisfatórios é preciso entender o que é esse plano de desenvolvimento, como ele é feito, quais seus objetivos, suas vantagens e os desafios de aplicá-lo.

Portanto, se você deseja inovar em sua organização e quer aprender um pouco mais sobre o PDI, continue com a gente e confira tudo em nosso artigo! 

O que é PDI? 

O plano de desenvolvimento individual (PDI) é um planejamento que promove uma projeção da carreira ao possibilitar o aperfeiçoamento das habilidades dos colaboradores para que, assim, eles conquistem uma ascensão profissional dentro da organização.

O PDI também é considerado um pilar para o sistema de liderança da organização. Com o plano de desenvolvimento individual, a empresa promove uma cultura de alta performance e mantém os colaboradores sempre motivados. 

Qual é a importância de um PDI? 

Podemos dizer que o PDI tem grande importância tanto para a organização quanto para o próprio colaborador. 

Isso porque a companhia ajuda na formação de um profissional competente que exerce uma função importante. Além do colaborador se aprimorar e se sentir valorizado, ele ainda atua para o crescimento da organização

Como funciona um PDI para a empresa? 

Entenda como o plano de desenvolvimento individual pode contribuir para sua empresa.

O PDI é utilizado pela empresa que deseja indicar o caminho que o seu colaborador deve seguir. O plano de desenvolvimento individual também faz parte da gestão de pessoas, pois alinha as expectativas da organização com relação ao trabalhador. 

Objetivos de um PDI

Veja, a partir de agora, quais os principais objetivos do PDI:

Alcançar os objetivos profissionais e pessoais 

O PDI ajuda no alcance de objetivos do colaborador, pois mostra estratégias, metas e prazos que ele deverá seguir. Dessa maneira, fica mais fácil conquistar o objetivo final, pois o plano é personalizado e único para cada funcionário.

Trabalhar habilidades e dificuldades

Como o PDI é individual, ele trabalha nas habilidades e dificuldades de cada um. 

Assim, fica mais fácil identificar e tratar as limitações de cada indivíduo para que ele se torne um profissional de excelência e assuma cargos de liderança dentro da empresa. 

Melhorar o relacionamento entre empresa e colaborador

O plano de desenvolvimento individual também melhora o relacionamento entre a empresa e o colaborador. Como o programa leva em conta tanto o lado pessoal quanto profissional de cada indivíduo, isso aproxima o gestor de cada funcionário

Em uma organização, manter o contato e o diálogo é o segredo para um ambiente harmonioso.  

Desafios ao aplicar um PDI 

Apesar dos desafios, o PDI oferece inúmeras vantagens para sua empresa.

Um dos maiores problemas enfrentados pela empresa que deseja implementar um plano personalizado de ações é a resistência dos colaboradores. Nessa hora, são poucos os que concordam com a proposta e muitos podem nem querer ouvir falar no assunto. Entretanto, há uma maneira de resolver a situação. 

Quem trabalha no setor de RH deve mostrar aos colaboradores o quanto é importante investir no desenvolvimento profissional. 

Já com relação às empresas, algumas não se preocupam com o PDI. Nesse caso, os profissionais é quem podem dar o primeiro passo e propor o plano de desenvolvimento. 

Vantagens de um PDI para uma empresa

Confira as principais vantagens de implantar o PDI em uma empresa:

Mostra ao profissional o seu lugar na organização 

Uma das principais vantagens de um PDI para uma empresa é que ele mostra ao profissional o seu lugar dentro da organização. Como todo o processo do PDI é baseado em estratégias planejadas, o colaborador consegue perceber que a organização investe em seu crescimento profissional e também se preocupa com isso. 

Assim, o funcionário tem a certeza de qual é o seu lugar no mundo corporativo. 

Trabalha a motivação dos colaboradores 

Outra vantagem do PDI é que ele se baseia nos objetivos dos profissionais que participam do programa. 

Assim, as aspirações são alinhadas aos objetivos da organização. Quando o colaborador vê que a empresa investe em seu desenvolvimento profissional dessa forma, isso gera reciprocidade, o que o motiva a cumprir metas e objetivos da organização. 

Direciona a carreira do profissional 

O PDI direciona a carreira do profissional, com isso, o colaborador tem mais autonomia para assumir o controle do seu desenvolvimento dentro da empresa. 

Além disso, o funcionário conta com um feedback de gestores para que esse direcionamento tenha frutos positivos no futuro. 

Chama a responsabilidade para o colaborador

O plano de desenvolvimento também promove responsabilidades para os funcionários. Afinal, com o PDI o colaborador já sabe o que deve ser feito, como e quando fazer. 

Portanto, obter os resultados esperados, em via de regra, só dependerá do próprio colaborador.

Retém talentos na empresa 

E se a empresa tem dificuldades em reter talentos, com o PDI esse problema pode ser resolvido. 

O plano de desenvolvimento individual permite ao profissional alinhar as suas habilidades e competências aos seus sonhos de carreira. Em consequência, isso refletirá na satisfação do colaborador com a empresa, pois ele se sentirá feliz na área que trabalha. 

Qual é o melhor momento para implementar um PDI na empresa? 

É importante entender todas as etapas para realizar um modelo de PDI mais adequado.

O PDI pode ser aplicado para descobrir os talentos dentro da empresa ou quando o próprio colaborador sugerir o plano de desenvolvimento individual. No entanto, nas duas formas é a organização que sairá ganhando, pois quanto mais incentivar e ajudar o colaborador a se descobrir, mais eficiente e motivado ele será.

Etapas para elaborar um PDI 

Confira os passos para elaborar um modelo de PDI que dê resultados muito positivos: 

1. Conheça o colaborador da sua empresa 

Avalie o desempenho do colaborador e descubra quais as competências devem ser desenvolvidas e quais ele ainda precisa adquirir. 

2. Defina os objetivos 

O PDI deve ser baseado nas metas que a empresa deseja alcançar. Por isso, saiba quais os objetivos da organização e busque interagir com as metas pessoais de cada funcionário. Assim, o PDI será um verdadeiro sucesso dentro da empresa. 

3. Avalie os colaboradores 

Conheça as características, habilidades e formações do seu colaborador e elabore ações que ele possa executar. Busque ajuda de um profissional de Recursos Humanos para que ele faça uma avaliação de quem trabalha na organização. 

Uma boa dica é desafiar o colaborador para que ele cresça juntamente com a organização. Assim, ele deixará as suas habilidades a mostra e todos terão a oportunidade de crescer como profissionais. 

4. Mapeie as competências dos colaboradores 

Registre as habilidades dos colaboradores. Considere a capacidade de cada funcionário e o que ele deseja alcançar e o submeta ao programa de desenvolvimento adequado. 

Identifique, selecione e esboce as competências necessárias para que você consiga atingir seus objetivos (sempre alinhado às metas da empresa).

5. Dê feedback

Chame cada colaborador, mostre-o a avaliação de desempenho pela qual passou e as ações que ele terá que seguir para alcançar os resultados desejados.

Dessa forma, ele poderá traçar as suas metas e cumpri-las com mais tranquilidade. 

Não se esqueça de levar em consideração seus desejos e sonhos. Como sugerido anteriormente, sempre considere alinhar as metas da empresa aos propósitos de cada profissional.

6.  Coloque o plano em ação de acordo com os estágios do PDI

Pensou em tudo isso? Então chegou a hora de colocar o PDI em ação.

Elabore estratégias que contribuam para o plano de desenvolvimento individual e pense em como esse PDI poderá impactar de maneira positiva a empresa. 

Mas, atenção: é muito importante que você esteja sempre atento a todos os estágios do PDI.

Estágios de um PDI

Agora que você já sabe o que é PDI, conheça quais são os estágios desse plano de desenvolvimento.

Conheça os estágios do plano de desenvolvimento individual: 

Alinhamento

Nessa etapa é feita uma análise do estado atual e do estado desejado do profissional e da empresa. Todos caminham na mesma direção para que o plano de desenvolvimento individual dê certo. 

Mapeamento

Aqui as competências técnicas e comportamentais, assim como os pontos fortes e de melhoria, são mapeados. Também é importante informar os aspectos pessoais, o desempenho, os conhecimentos, as experiências e os resultados do trabalho de cada profissional. 

Estratégias 

Nessa etapa são elaboradas as principais estratégias do PDI. Trace planos que irão contribuir para cada colaborador e para a empresa.

Acompanhamento

Tenha um profissional de Recursos Humanos para acompanhar o colaborador que participar do PDI. Assim, ele receberá o auxílio que tanto precisa para executar as tarefas da melhor maneira possível. 

Quais os resultados de um PDI? 

O Instituto de Estudos de Empregabilidade do Reino Unido realizou um estudo sobre o PDI. Ao todo, oito empresas foram analisadas para avaliar o impacto do plano de desenvolvimento individual sobre a gestão de talentos. 

As empresas esperavam que o PDI transformasse os colaboradores, no sentido que eles assumissem responsabilidades por seu desenvolvimento profissional, ao invés de deixar isso a cargo do setor de Recursos Humanos. 

O resultado? Todas as empresas notaram um impacto positivo da experiência no desenvolvimento dos negócios. 

Afinal, quando todos colaboram com um plano de desenvolvimento individual, a empresa e os colaboradores ganham, já que falam a “mesma língua” e caminham juntos rumo a ascensão do negócio.

Viu como o plano de desenvolvimento individual é importante para as organizações? Agora que você entendeu o que é o PDI, que tal aplicá-lo na sua empresa? E não se esqueça, manter o diálogo com os colaboradores é sempre a melhor maneira de desenvolver talentos e alcançar os objetivos enquanto organização.

Para mais conteúdos como esse, continue acessando o blog do Ifood Empresas e fique bem informado sobre diversos assuntos importantes para o seu negócio! 

Gostou? Compartilhe!

Por: Fernanda Rodrigues

Analista de Marketing de Conteúdo com formação em linguística e especialização em comunicação digital. Amante de marketing, negócios e tecnologia.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.