O surgimento de tecnologias cada vez mais úteis para a sociedade é resultado da ação de pessoas que estão buscando soluções para problemas comuns. Porém, apesar do constante esforço para encontrar ideias inovadoras, as grandes empresas deixam de considerar os próprios profissionais na hora de estabelecer tais soluções inteligentes.

Justamente por isso, o intraempreendedorismo trata-se de uma ferramenta de extrema relevância para companhias modernas e antenadas. Pensando nisso, no artigo de hoje, explicaremos seu significado, importância, benefícios e como colocá-lo em prática. Continue a leitura e saiba mais!

O que é intraempreendedorismo?

O intraempreendedorismo é, como o próprio nome sugere, um conceito que está associado à aplicação do empreendedorismo dentro das empresas. Em outras palavras, trata-se de um termo que remete à prática de conceitos atrelados ao empreendedorismo, porém, dentro da própria empresa, seja por seus gestores ou os próprios colaboradores.

Dessa forma, o intraempreendedorismo nada mais é do que a realização de empreendimentos inovadores dentro de uma empresa que já existe. Portanto, um colaborador com espírito intraempreendedor é alguém que não está limitado a cumprir apenas suas tarefas, mas, propor soluções inovadoras na solução de problemas comuns.

Qual a diferença entre empreendedorismo e intraempreendedorismo?

Embora os termos possuam semelhanças importantes em inúmeros pontos, há também diferenças que devem ser ressaltadas entre o empreendedor e o intraempreendedor, especialmente no contexto corporativo.

Basicamente, empreendedor nada mais é do que aquele indivíduo que, por sua conta em risco, decide abrir uma empresa. Como tal atividade exige, todos os riscos e benefícios que decorrem dela são frutos do seu trabalho, já que está atrelado a todas as responsabilidades operacionais.

O intraempreendedor, por sua vez, é um indivíduo munido das mesmas características, porém, seu âmbito de atuação se resume às atribuições já desenvolvidas na empresa em que atua. Portanto, neste caso, não há as mesmas responsabilidades financeiras e burocráticas do empreendedor — além de existir ainda maior liberdade na criação de soluções inovadoras.

Por que ele é importante?

Ao incentivar o intraempreendedorismo, a organização pode se beneficiar de diversas formas. Isso poeque os colaboradores se tornaram ativos cada vez mais engajados e motivados a produzirem mais e melhor — o que, por sua vez, leva ao desenvolvimento da empresa, que passa a atingir mais facilmente seus objetivos organizacionais.

Outro aspecto positivo é que, em uma cultura inovadora, pautada no empreendedorismo, podem surgir excelentes ideias. Com isso, a empresa passa a ganhar também em diferencial competitivo, agregando ainda mais valor e destaque no mercado em que atua. Dessa forma, a chance de apresentar excelentes resultados é muito maior.

Quais são os benefícios do intraempreendedorismo?

Dentre outras vantagens, o intraempreendedorismo possibilita às organizações melhorar indicadores fundamentais para qualquer empresa, como a retenção de talentos e o incentivo à inovação. Confira os detalhes destes benefícios:

Retém talentos

Uma empresa que não investe em uma cultura de valorização profissional, fatalmente perderá, em algum momento, importantes colaboradores. Não tão raro, os profissionais estão em busca de valorização, muitas vezes além das vantagens financeiras comumente oferecidas. 

Assim, é comum que algumas dessas pessoas sejam contratadas por concorrentes ou, ainda, decidam empreender por conta própria. Para evitar esse tipo de situação, o intraempreendedorismo torna-se um importante aliado, afinal, ele estimula a criatividade e inovação dentro da organização.

Essa estratégia, por sua vez, é uma excelente forma de demonstrar valorização ao profissional e, consequentemente, reter talentos realmente valiosos. Considerando ainda o setor de tecnologia, em que a disputa de mercado é cada vez maior, a retenção de talentos é um diferencial muito importante para o sucesso de qualquer negócio

Incentiva a inovação

Outro aspecto positivo do intraempreendedorismo passa diretamente pelo incentivo à produção de ideias inovadoras. 

A empresa ganha em diferenciais tecnológicos, uma vez que não precisa, por exemplo, contratar um especialista em soluções inovadoras. Dessa forma, os próprios colaboradores são peças-chave para identificar as melhores oportunidades e transformá-las em produtos ou serviços mais competitivos.

Como desenvolver o intraempreendedorismo na empresa?

Agora que você já sabe do que trata o intraempreendedorismo, as principais diferenças em relação ao empreendedorismo tradicional, sua importância e benefícios, chegou a hora de conferir dicas práticas para implementá-lo em sua organização. Acompanhe:

Faça uma pesquisa de clima organizacional

O primeiro passo para quem deseja apostar no intraempreendedorismo é buscar informações sobre a percepção coletiva dos colaboradores em relação à própria empresa. Neste caso, deve-se levar em consideração que o clima organizacional pode influenciar diretamente no ambiente de trabalho e, consequentemente, no desempenho das equipes.

Portanto, a ideia é entender como os colaboradores se sentem em relação à empresa, quais são os aspectos que podem ser melhorados e até mesmo a intenção de cada colaborador em atuar de maneira mais proativa, seja na geração de ideias ou de até mesmo atuar como um agente empreendedor.

Desenvolva uma cultura de inovação

Em seguida, é também indispensável estabelecer um sentimento de coletividade. Muito embora cada indivíduo tenha sua própria maneira de pensar, desenvolver uma cultura pautada na inovação pode trazer frutos positivos tanto para o seu negócio quanto para os colaboradores.

Portanto, um excelente caminho é estimular a atualização dos profissionais em relação ao mercado em que estão inseridos. Portanto, deve-se impulsionar de maneira positiva o desenvolvimento de novas ideias, seja por meio de conferências, palestras ou workshops com referências do setor. Assim, todos se sentirão desafiados a inovar.

Faça brainstorming

Diferentemente do que ocorre no universo corporativo tradicional, em que apenas pessoas que ocupam altos cargos podem sugerir novas ideias, o intraempreendedorismo é um conceito que atribui a todos os colaboradores a missão de gerar soluções criativas.

Nesse sentido, nada melhor do que fazer reuniões periódicas de brainstorming para incentivar ainda mais essa cultura de inovação. Assim, desenvolver projetos que precisam de melhorias urgentes pode sugerir aos colaboradores apresentarem soluções inovadoras.

Capacite os colaboradores

Via de regra, qualquer tipo de inovação passa diretamente pelo profundo conhecimento em determinado setor. Sendo assim, torna-se inviável exigir que funcionários proponham respostas adequadas a determinados problemas, se eles não dominam de fato o mercado em que estão atuando.

Nesse sentido, procure estabelecer mecanismos de capacitação sobre o nicho em que seu negócio está inserido, principalmente para aqueles colaboradores que apresentam forte tendência a atuar como intraempreendedores. Sendo assim, promover treinamentos, reuniões e demais encontros para troca de experiências é uma excelente alternativa.

E então, o que achou deste conteúdo? Se gostou das nossas dicas e informações e deseja saber mais sobre como incentivar os colaboradores por meio de vantagens exclusivas, não deixe de conferir o iFood Benefícios.

Gostou? Compartilhe!

Por: stephaniesantanna

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.