Você já pensou que o ser humano pode ter múltiplas inteligências? Normalmente, as pessoas definem quem é inteligente através de notas altas em testes ou por meio de seus conhecimentos gerais. Mas saiba que isso não contempla todos os tipos de inteligência humana!

A teoria das múltiplas inteligências defende diversas áreas diferentes, podendo ter ótimos resultados e retornos quando desenvolvida na vida profissional, por exemplo. Dessa forma, é possível potencializar as habilidades dos funcionários e otimizar seus trabalhos.Pensando nisso, confira, ao longo deste artigo, o que são as múltiplas inteligências, quais são as características de cada uma e como esses tipos de inteligência podem ser aplicados na carreira profissional.

O que são múltiplas inteligências?

As múltiplas inteligências foram criadas pelo psicólogo Howard Gardner. Através do seu estudo e trabalho, ele constatou que a inteligência é individual e relativa, dependendo, por conta disso, de vários aspectos e até mesmo do indivíduo. 

Essa teoria mostra que a inteligência, na realidade, é um conjunto de 9 habilidades específicas. Isso significa que todo mundo apresenta, no mínimo, uma competência, podendo trabalhar outros aspectos para aumentar suas habilidades. 

Essas concepções, portanto, diferem da teoria do coeficiente de inteligência (Q.I), que media apenas a inteligência lógico-matemática. Para Gardner, não é possível mensurar e definir a competência de alguém apenas por uma área de conhecimento. Por isso, não se deve medir a capacidade de uma pessoa baseando-se em apenas uma habilidade: é necessário considerar outras competências.

No contexto corporativo, um gestor que identifica as múltiplas inteligências pode compreender melhor seus colaboradores, potencializando, assim, a forma de ensinar. Por consequência, terá uma resposta de aprendizado mais positiva, gerando uma melhor adequação do colaborador na empresa.

Conheça as 9 múltiplas inteligências

Conhecer as múltiplas inteligências pode ser um modo de conseguir novas metodologias para aplicá-las no ambiente de trabalho!

No âmbito profissional, é muito comum que as avaliações ou reconhecimento de inteligência valorizem apenas o tipo lógico ou matemático. Porém, isso pode ser muito prejudicial para o sucesso do profissional, da equipe e até mesmo da empresa.

Por isso, a teoria das múltiplas inteligências pode e deve ser implementada pelos gestores, a fim de que possam desenvolver seus profissionais nas áreas de acordo com suas habilidades.

1. Inteligência lógico-matemática

A inteligência lógico-matemática é um dos tipos de inteligência mais utilizadas para mensurar o nível de conhecimento de alguém. Aqui, a pessoa possui capacidade de avaliar hipóteses e resolver operações matemáticas. Quem apresenta esse tipo consegue reconhecer padrões, possui raciocínio sequencial e pensamentos abstratos.

Normalmente, a pessoa demonstra atração por enigmas de lógica, experiências e jogos de estratégia. Por conta disso, é comum estar em uma área relacionada à engenharia, estatística ou inteligência de mercado, podendo trabalhar com maior prática e visibilidade para a solução de problemas. 

2. Inteligência linguística

Esse tipo de inteligência é amplamente utilizado pelas pessoas, já que todos se comunicam de alguma forma diariamente. No entanto, há pessoas que conseguem desenvolver essa competência de maneira mais efetiva. 

Isso acontece através da compreensão de significados complexos, conseguindo expressá-los por meio da linguagem. Por isso, escritores, tradutores, jornalistas, diplomatas, executivos e diretores, normalmente, possuem essa competência, já que utilizam suas habilidades metalinguísticas.

3. Inteligência musical

Aqui, a teoria das múltiplas inteligências destaca aqueles que são sensíveis ao som. Sua habilidade, portanto, é a facilidade de reconhecer tom, ritmo e timbre. Essas pessoas normalmente conseguem detectar, gerar e reproduzir música, além de tocar instrumentos musicais, interpretar e compor

É possível reconhecer essa habilidade quando alguém comumente cantarola, tamborila ou realiza alguma atividade melódica. Por isso, é fácil encontrar essa competência em compositores, músicos, cantores e maestros.  

4. Inteligência espacial

Essa inteligência abrange as pessoas que demonstram interesses em três dimensões. Ou seja: conseguem ter facilidade para imaginação dinâmica, manipulação de imagem, imagens mentais, habilidades artísticas e gráficas, assim como raciocínio espacial

Elas possuem muita criatividade e inovação, inclusive no meio profissional. Isso pode ser visto nas profissões de arquitetos, escultores, pintores, pilotos e marinheiros.

5. Inteligência corporal-cinestésica

A competência corporal-cinestésica é dada às pessoas que possuem capacidade de controlar os movimentos do corpo, manipular objetos e coordenar habilidades físicas. Isso resulta em um grande senso de tempo e de coordenação motora. 

As profissões que estão, geralmente, interligadas com essa inteligência são de artesãos, dançarinos, cirurgiões e atletas, já que conseguem trabalhar em harmonia entre corpo e mente.

6. Inteligência interpessoal

Possuir a competência de interpessoalidade permite que a pessoa consiga se comunicar muito bem, seja por meio verbal ou não. E isso resulta na compreensão de diferentes pontos de vista, assim como na ação de distinguir e sentir o humor e temperamento dos indivíduos. 

Normalmente, quem apresenta essa inteligência possui espírito para exercer algum tipo de liderança. Então, políticos, diretores, trabalhadores sociais e professores são algumas das profissões em que pessoas com inteligência interpessoal atuam. 

7. Inteligência intrapessoal

Já as pessoas intrapessoais, por sua vez, conseguem ter facilidade para o entendimento de si próprias e, consequentemente, para o processo de autoconhecimento. Assim, compreendem seus próprios pensamentos e emoções, demonstrando grande inteligência emocional, o que pode resultar em uma boa saúde mental no trabalho, por exemplo.

Contudo, essa competência também dá habilidades de ampla compreensão sobre outras coisas, já que essas pessoas conseguem aprofundar sua consciência sobre si.

Por isso, em geral são indivíduos motivados e retraídos, como líderes espirituais, escritores, psicólogos e filósofos. 

8. Inteligência naturalista 

Quem apresenta a inteligência naturalista possui a habilidade de se conectar e entender os diferentes recursos da natureza. Isso significa que há facilidade de compreender as configurações de rochas, as formações de nuvens, o comportamento animal e também vegetal. 

Antigamente, era interligada com o instinto de sobrevivência, mas hoje em dia pode ser utilizada em várias áreas. Exemplos são a agronomia, engenharia florestal, oceanografia, gastronomia ou botânica.

9. Inteligência existencial

Por último, há ainda a competência existencial, que preza pelo entendimento e interesse sobre a existência humana como um todo. Nesta habilidade, as pessoas têm o interesse e a facilidade nos questionamentos.

Elas são extremamente reflexivas e sensíveis. Por conta disso, essa inteligência também pode ser chamada de espiritual ou moral, podendo ser facilmente encontrada em professores, filósofos, sociólogos e palestrantes, uma vez que essas são profissões que, de uma forma ou de outra, instigam pessoas.

Como aplicar as múltiplas inteligências na carreira profissional?

Os tipos de inteligência devem ser aproveitados na construção e progressão da carreira profissional.

Agora que você já conheceu todas as múltiplas inteligências, está na hora de aplicar essa teoria no dia a dia da sua empresa. Isso ajudará o gestor a identificar qual é a melhor abordagem para cada colaborador. Assim, será possível otimizar seu trabalho e deixá-lo mais confiante e confortável. 

Promover espaços culturais, momentos para atividades lógicas ou lúdicas, uma política empresarial mais naturalista ou pessoal, bem como outros benefícios interligados às competências e seus estímulos são passos excelentes para conhecer e incitar os tipos de inteligência dos colaboradores. 

Desse modo, a sua empresa consegue desenvolver as múltiplas inteligências presentes nas equipes, resultando em um melhor desempenho no trabalho, além de estimular a integração dessa competência particular. 

Por isso, é importante observar e realizar uma avaliação para compreender melhor qual ou quais inteligências seus colaboradores possuem. Essa atitude fará com que eles se sintam valorizados e felizes.Além disso, se você ainda quiser gerar mais sorrisos, saiba mais sobre os benefícios que o iFood oferece para a sua empresa. Eles são uma ótima maneira de manter a sua equipe satisfeita e motivada!

Gostou? Compartilhe!

Por: iFood Benefícios

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.