Realizar a gestão de uma empresa nunca é uma tarefa fácil. Afinal, equilibrar o setor financeiro, a parte humana e a produtiva é um verdadeiro desafio, tendo em vista os diferentes indicadores envolvidos nesses processos. Sabendo disso, ferramentas como o mapa estratégico podem ser bastante úteis. 

Por meio delas é possível ter um controle exato sobre cada um dos processos executados na companhia, bem como sobre os seus respectivos resultados.

 Desse modo, toda a administração se torna mais simples, bem como a tomada de decisão sobre todos os setores e a melhoria na produtividade de toda a companhia.

Com base nisso, criamos aqui um guia com tudo que você precisa saber sobre como criar um mapa estratégico e os principais resultados que ele pode trazer para a sua organização.

 Ficou curioso para saber mais? Então continue acompanhando e confira um passo a passo de como elaborar um mapa estratégico!

O que é o Mapa estratégico de uma empresa?

Criado pelos estudiosos Kaplan e Norton, o mapa estratégico faz parte do método de controle Balanced Scorecard, também conhecido como BSC. Ele pode ser definido como uma ferramenta visual para gestão, na qual o administrador pode visualizar toda a situação de sua companhia.

Em grande parte dos casos o mapa estratégico vem para reduzir a burocracia e o excesso de papéis que costumam rondar os setores administrativos. 

Por meio dele é possível checar tudo o que acontece na empresa de maneira mais rápida e prática, o que é de grande auxílio para os profissionais que precisam saber em detalhes de todos os processos da companhia.

O mapa estratégico comumente é bem específico e detalhado, falando sobre cada uma das etapas produtivas e seus respectivos papéis dentro do resultado geral da corporação. 

Além disso, ele também informa dados e outras informações relevantes a futuros projetos, os quais poderão ser desenvolvidos para estabelecer melhorias dentro da empresa. Por fim, ainda auxilia na gestão de desempenho dos funcionários.

O que é Mapa Estratégico Balanced Scorecard?

É importante, na implementação de ferramentas de gestão, que estas se adequem internamente a empresa.

O Balanced Scorecard foi desenvolvido pelo Dr. Robert Kaplan, professor da Universidade de Harvard e pelo Dr. David Norton, com foco em criar um formato que permitisse uma análise de desempenho organizacional

Nesse sentido, o mapa estratégico BSC vem para complementar esse objetivo, fornecendo de maneira simples os principais indicativos da empresa.

Comumente o BSC sugere a análise de quatro diferentes perspectivas para obtenção de uma visão completa da empresa:

  • processo interno;
  • financeiro;
  • capacidade organizacional (também chamada de aprendizagem e crescimento);
  • cliente/stakeholder.

Nesse cenário, é comum que esses quatro pontos apareçam dentro do mapa estratégico Balanced Scorecard, seja de maneira direta ou indireta. 

Afinal, com os resultados obtidos através da análise deles é possível encontrar pontos de melhoria para a empresa e torná-la mais eficiente e com maior credibilidade dentro do mercado.

Para que serve o mapa estratégico?

O mapa estratégico na quase totalidade dos casos funciona como um indicador máximo sobre a atual situação da empresa.

 Ou seja, na maioria das vezes os gestores o utilizam quando precisam de uma orientação sobre uma tomada de decisão para o futuro da empresa. 

Segundo um artigo recente publicado no G1, tomar decisões e fazer escolhas ainda é uma das principais dificuldades no século XXI, seja no âmbito pessoal ou no profissional

Nesse sentido, muitas vezes ações importantes para as empresas são adiadas ou deixadas completamente de lado, por causa da insegurança de quem está na gestão. 

Sendo assim, contar com uma ferramenta estratégica que influencie nas decisões de maneira racional e prática é de grande ajuda para os administradores. 

Com esse suporte, todo o processo se torna mais rápido, ajudando também na produtividade da diretoria.

Além disso, o mapa estratégico também pode se fazer muito útil para os setores da empresa de maneira individual, como RH, logística e comercial.

 Com a visualização geral dos processos dentro do setor, se torna mais simples para os gestores entenderem como distribuir seus funcionários de maneira a tornar o ambiente mais produtivo. 

A partir disso, cada colaborador passa a desempenhar suas funções com mais qualidade e melhor desempenho. Desse modo, toda a empresa ganha em produtividade e, consequentemente, lucro.

Passo a passo de como elaborar um mapa estratégico

Para elaborar o mapa estratégico de uma empresa são necessários diversos processos. Por meio deles entende-se melhor a ferramenta e aprende-se a extrair dela o máximo de sua usabilidade, fazendo com que ela se torne uma verdadeira aliada da gestão da empresa. 

Nesse cenário, confira abaixo 6 passos para fazer o mapa estratégico da sua empresa de maneira prática, rápida e eficiente!

1. Tenha um objetivo principal 

Quando uma nova ferramenta de gestão é implementada em uma empresa é muito importante que ela se adeque às características pré-determinadas anteriormente, como o clima e a cultura organizacional já aplicados na companhia. 

Portanto, antes de elaborar o mapa é fundamental ter em mente o contexto geral da empresa, para só depois trazê-lo para a prática. 

Além disso, como citamos anteriormente, o mapa funciona como um aliado na tomada de decisões.

 Por isso, é essencial definir qual é o objetivo principal que será trabalhado no mapa. Assim, na hora da construção será bem mais simples definir quais pontos merecem mais destaque dentro desse mapa.

2. Determine o valor do projeto 

Ao contrário do que muitos pensam, falar sobre o setor financeiro nem sempre está diretamente ligado aos gastos da empresa, muito menos a redução de custo em determinadas áreas.

O valor dentro do mapa estratégico se trata de uma espécie de meta pela qual ele será construído e trabalhará dentro da empresa, podendo ser definido com três objetivos diferentes:

  • liderar em produtos;
  • melhorar o custo total dos projetos; 
  • fidelizar os clientes. 

3. Defina estratégias a partir da construção do mapa

Todo mapa é construído com um objetivo específico. Conhecendo essa finalidade e o valor pelo qual trabalhará, é chegado o momento de definir estratégias para alcançar essa meta

O tipo de abordagem pela qual será analisado o mapa definirá todos os próximos passos, tendo em vista que é ela que dará andamento nas atividades práticas relacionadas ao projeto. 

Para isso é bacana ter uma reunião com a equipe, bem como entender mais sobre as necessidades individuais dos colaboradores. 

Desse modo, poderá estabelecer um plano que satisfaça a todos, mas focado no crescimento da empresa de maneira geral. 

Alguns exemplos comuns de estratégias são abordagem produtiva, financeira e redistribuição de recursos.

4. Entenda como o seu novo projeto afetará a relação com os clientes

Os passos de um mapa estratégico e de um BSC costumam andar juntos em um projeto.

Toda mudança tem uma consequência, seja ela positiva ou negativa. Nesse cenário, ao fazer uso do mapa estratégico é muito importante entender como ele afetará a relação com seus clientes, bem como a sua aplicação será sentida na ponta final da empresa. 

Muitas vezes esse contexto tem influência direta no custo final do produto, tendo em vista a definição de valor realizada no passo 2. 

Caso a missão seja agregar valor ao item, seu preço subirá. No entanto, se o objetivo for melhorar os custos de produção, há também a possibilidade de diminuir o preço final para alcançar mais público

Sendo assim, é muito importante ter em mente como a alteração será recebida pelos consumidores, para elaborar também um plano estratégico de abordagem com eles. 

Com isso, cada vez mais o projeto fica estruturado e ganha fundamentação dentro da companhia.

5. Traga o plano para prática interna

Sabendo qual será o valor, o objetivo e a estratégia utilizada para o projeto, é chegada a hora de trazê-lo para a prática. 

Para isso é preciso ter um time de gestão unido e comprometido com o projeto, sempre focado em implementar as melhorias estabelecidas na teoria. 

6. Faça uma análise da implementação do projeto 

Com base na implementação do projeto, a colhida e análise de resultados é essencial para entender se os frutos produzidos obtiveram o impacto necessário. 

Nesse momento, contar com softwares pode ser uma boa opção, tendo em vista que eles oferecerão dados e estatísticas exatos sobre as mudanças da empresa.

Principais softwares para criação de mapas estratégicos

Que a tecnologia está cada vez mais presente no mundo corporativo, não há dúvida alguma.

 A inteligência artificial e a indústria 4.0 se fazem presentes em todos os campos, se tornando grandes aliadas de quem deseja implementar novos projetos e torná-los mais eficientes. 

Nesse cenário, fazer uso de ferramentas digitais para criação de mapas estratégicos também é uma excelente ideia. Confira algumas opções eficazes para esse tipo de projeto!

Canva

O Canva é uma plataforma de design gráfico com funcionamento simples e gratuito, possuindo sua versão paga com o Canva Pro. Dentro do Canva é possível criar digitalmente o mapa que seria elaborado a mão, tudo de maneira bem organizada.

Além disso, com ele pode-se arrastar e soltar os layouts, o que é bem bacana para criar novos projetos e realizar alterações naqueles já existentes.

Soft Expert

A Soft Expert, por sua vez, é uma ferramenta paga voltada para a gestão de empresas que oferece as mais diversas funcionalidades para seus usuários, contendo materiais gratuitos sobre gestão de qualidade

Dentro dela é possível não apenas criar o mapa estratégico, mas acompanhar toda a sua implementação e os resultados obtidos de maneira gráfica e funcional, facilitando a administração da empresa e tornando-a muito mais eficiente.

BSC Designer

O BSC Designer é o mais específico dos softwares citados, pois se trata de uma ferramenta digital voltada para o Balanced Scorecard, tendo uma versão gratuita para pequenos projetos

Dentro dele pode-se criar os mais diversos mapas e entender seus respectivos KPIs, melhorando o desempenho da empresa de maneira muito mais rápida e eficaz.

Como fazer um Balanced Scorecard de uma empresa?

Como você pode perceber, o mapa estratégico se trata de uma espécie de derivação do Balanced Scorecard. 

Nesse sentido, a ferramenta principal também pode se tornar uma grande companheira dos gestores que desejam tornar sua empresa mais funcional e produtiva

Sabendo disso, criamos aqui um passo a passo simples e rápido para você que deseja fazer uso do BSC em sua empresa. Acompanhe!

  1. Estabeleça temas estratégicos amplos, nos quais caibam cerca de 4 objetivos específicos;
  2. entenda quais são os objetivos menores, criando pequenas metas a partir deles;
  3. atribua indicadores aos objetivos, para entender melhor como será sua aplicação prática;
  4. estabeleça abordagens estratégicas para atingir as metas relacionadas;
  5. tenha um acompanhamento constante da execução do projeto;
  6. faça com que a cultura do BSC chegue a todos os colaboradores, mantendo-os informados sobre o andamento do projeto.

Como você pôde perceber, os passos relacionados ao mapa estratégico e ao BSC são bem parecidos, tendo em vista que eles costumam andar juntos dentro de um projeto. 

Sendo assim, ao trazer o mapa para a sua empresa, vale fazer uso dos KPIs do BSC para entender mais sobre sua efetividade. 

Se você gostou de saber mais sobre esse tema, continue acompanhando o nosso blog e conheça nossos demais artigos sobre o mundo corporativo! Aqui mantemos você sempre bem informado sobre os temas que transformarão a sua gestão em um verdadeiro case de sucesso!

Gostou? Compartilhe!

Por: Fernanda Capella

Coordenadora de Marketing de Conteúdo, copywriter, especialista em conteúdo de performance e comunicação. Amante de tecnologia, negócios, café e gastronomia.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.