Dentre os tipos de liderança existentes no mundo empresarial, há a liderança transformacional e a liderança transacional. 

Antes de explicarmos cada uma delas, é preciso que você entenda que a liderança empresarial é capaz de guiar, motivar, inspirar, orientar e influenciar as pessoas. Além disso, uma boa liderança ajuda a promover um crescimento profissional e humano. 

Pensando nisso, fica evidente que entender mais a fundo sobre os tipos de liderança pode  ser decisivo para o sucesso de uma empresa.

Por isso, ao longo deste artigo explicaremos o conceito, as características, as vantagens e desvantagens da liderança transformacional e da liderança transacional. Mas antes, para você ficar a par de todas as opções, também iremos elencar e explicar outros tipos de liderança.

Ficou interessado em aprender um pouco sobre cada uma delas? Então siga com a leitura! 

Tipos de liderança?

Existem diversos tipos de liderança que você pode adotar para sua empresa.

Há vários tipos de liderança no meio empresarial, e já dedicamos um artigo aqui no blog somente a esse assunto. De forma resumida, confira os principais:

Liderança Democrática

A liderança democrática tem como principal foco a equipe. Com ela, os colaboradores são incluídos nas tomadas de decisões. 

O líder democrático escuta seus colaboradores, solicita ideias e se importa com os feedbacks. Ele também pensa no bem estar das pessoas e desenvolve profissionais, oferecendo oportunidades de crescimento.

Liderança Autocrática

Esse tipo de liderança tem um chefe como o centro das atenções. O poder do líder é centralizado apenas nele e os colaboradores não participam de nenhum tipo de processo decisório. 

Nesse perfil, o gestor cobra resultados dos seus colaboradores e não considera a opinião de quem queira interferir em suas ações.

Liderança Liberal

Sendo o extremo oposto da liderança autocrática, aqui o foco é na equipe. O líder liberal defende a total liberdade dos colaboradores, abrindo espaço para que eles decidam quais os melhores caminhos e soluções para resolver as situações da organização. 

Nessa liderança o líder não é necessário, ele delega e não controla, pois entende-se que os profissionais são maduros e qualificados para supervisionarem o seu próprio trabalho. 

Liderança Coach

Muito falado nos dias atuais, o líder coach treina e desenvolve a equipe de profissionais de acordo com as habilidades de cada membro. 

O profissional usa seus conhecimentos para ajudar os liderados a descobrirem novas técnicas emocionais e de comportamento. Ele também trabalha pontos fortes, fracos e a inteligência emocional dos colaboradores.

Liderança Situacional 

Foca na maturidade dos profissionais e ocorre de acordo com as expectativas da empresa.

O líder se adequa com mais rapidez, estratégia e assertividade às demandas e necessidades do mundo corporativo, “sem medo de errar”. 

Mas, afinal, o que é liderança transformacional?

Entenda o que é a liderança transformacional e quais suas características.

A liderança transformacional, foco do nosso conteúdo de hoje, é aquela em que os líderes inspiram, motivam e incentivam os colaboradores da empresa. 

O funcionário é incentivado a inovar e a criar mudanças que ajudem a empresa a crescer e moldar o seu futuro. O líder transformacional confia em seus colaboradores e espera que eles tomem as decisões em suas áreas de atuação. 

E a liderança transacional, como é definida? 

Nesse tipo de liderança, que também será bastante abordada nesse artigo, o líder utiliza a autoridade do seu cargo para oferecer recompensas como pagamento pelo esforço dos seus colaboradores. 

Um dos principais efeitos da liderança transacional é motivar e impulsionar os funcionários para que façam mais do que a organização espera.

Para isso, o líder transacional confia nos funcionários e oferece capacitação para os mesmos. 

Quais as características desses dois tipos de liderança? 

Veja quais as principais características da liderança transformacional e da liderança transacional.

Características da liderança transformacional

De acordo com o pesquisador Bernard M. Bass, as principais características da liderança transformacional são: 

Aumento da criatividade 

O aumento da criatividade ou desenvolvimento intelectual é uma característica forte da liderança transformacional, visto que ela busca a autonomia e promove a responsabilidade compartilhada com a equipe de colaboradores. 

Motivação pela visão do líder

A segunda característica marcante da liderança transformacional é a motivação pela visão do líder. Os líderes transformacionais possuem plena visão de onde querem chegar e descrevem com clareza as ações que podem utilizar para que alcancem seus objetivos. 

Com essa característica, as pessoas são influenciadas e passam a ter a mesma paixão e motivação do líder. Junto a isso, os liderados são sempre lembrados do seu propósito de trabalho. 

Orientação individualizada 

Na liderança transformacional a orientação individualizada é colocada em prática. 

O líder comemora o esforço da sua equipe mas entende e auxilia com as necessidades de cada colaborador. Ele reconhece as necessidades e os desejos de cada pessoa em sua vida profissional e privada.

Liderança por exemplo

Na liderança transformacional, os líderes usam seu próprio exemplo para motivar os membros da equipe. Em outras palavras, ele pratica o que diz

Com isso, cria-se uma conexão emocional com as pessoas que começam a enxergar o líder como um grande exemplo. 

Características da liderança transacional

Com relação às características da liderança transacional, podemos citar: 

Recompensa de contingente 

Ela está relacionada ao líder que atribui ao liderado o que precisa ser feito. Junto a isso, é informado ao colaborador as recompensas que ele terá caso consiga dar conta do seu trabalho e cumprir as metas estabelecidas pela empresa. 

Estrutura clara 

A liderança transacional tem uma estrutura clara e concisa. Os colaboradores sabem exatamente o que a organização espera de cada um deles. Eles também têm instruções que orientam o trabalho individual e em equipe.

Vantagens da liderança transformacional

A liderança transformacional conta com inúmeras vantagens para beneficiar seus colaboradores e sua empresa.

Confira quais são as vantagens da liderança transformacional: 

Promove o equilíbrio entre curto e longo prazo

Na liderança transformacional você encontra o equilíbrio entre o curto e longo prazo. O líder transformacional define os objetivos de longo prazo e estabelece metas para alcançá-los a curto prazo.

Aumento da capacidade de mudança e adaptação

A liderança transformacional cria mudanças e inova as organizações através de uma visão clara e compartilhada do futuro. Dessa forma, ela define os objetivos da organização e torna mais fácil o comprometimento dos funcionários.  

Aumento da motivação 

O líder transformacional motiva os colaboradores a baterem as suas metas. Ele também define os objetivos e oferece oportunidade para o crescimento pessoal e profissional desses funcionários. 

Desenvolvimento de novos líderes transformacionais 

Como a automotivação e a autorrealização são usadas pelos liderados, eles buscam o autodesenvolvimento. Assim, os colaboradores usam melhor seus talentos e têm a possibilidade de se tornarem líderes transformacionais no futuro. 

Vantagens da liderança transacional

Agora, confira quais são as vantagens da liderança transacional:

Equipe motivada 

Como a liderança transacional tem como base a recompensa e a punição, ela motiva os colaboradores a se tornarem pessoas mais produtivas e eficientes

O incentivo que o funcionário recebe, seja por meio de um cartão presente, por exemplo, contribui para que ele trabalhe mais e melhor para a empresa. 

Produtividade 

A liderança transacional tem planejamentos de curto prazo, e isso facilita a conclusão dos trabalhos. Além disso, as recompensas prometidas ajudam os colaboradores a realizarem as suas tarefas em curto tempo. 

Metas alcançadas 

Quando se faz um planejamento a curto prazo, você garante que os objetivos traçados sejam alcançados com maior facilidade. 

Por isso, na liderança transacional as metas e os objetivos têm prazo mais curto para se concretizarem, e os colaboradores tornam as suas conquistas como verdadeiros troféus.

Fique atento: pensar no curto prazo não tira a importância de planejamentos a médio e longo prazo.  

Desvantagens da liderança transformacional

Apesar das inúmeras vantagens, também é preciso ficar atento às desvantagens que cada tipo de liderança possui.

Você já conhece as vantagens da liderança transformacional, agora, confira as desvantagens desse tipo de liderança:

Cegueira da realidade 

A abordagem apaixonada pode ser uma faca de dois gumes.

Ela pode diminuir a disposição do líder em investigar as suas próprias falhas e encarar os fatos como realmente são. Dessa maneira, o líder pode acabar ignorando a realidade, correndo o risco de ser conduzido apenas por seus interesses.

Objetivo com foco errado

Acreditamos que as transformações são algo positivo, certo? Mas nem sempre isso é verdade. Em alguns casos, o líder transformacional pode causar um grande problema para a organização. 

Um exemplo é o modelo de liderança de alguns ditadores, que usam a liderança transformacional, porém as mudanças levam ao sofrimento humano. Para que isso seja evitado é necessário adotar uma abordagem positiva e ética

Excesso de autopromoção 

O líder transformacional pode se autopromover de maneira excessiva. Dessa forma, a liderança transformacional pode tornar-se um risco e fazer com que o líder se preocupe mais com a sua imagem e menos com os seus liderados. 

Desvantagens da liderança transacional

Também fique atento às desvantagens da liderança transacional: 

Falta de incentivo à criatividade

Por ser uma liderança rígida, ela pode não deixar claro os princípios e as regras. Por isso, falta um incentivo à criatividade das equipes de trabalho

Além disso, as metas a curto prazo podem dificultar possíveis mudanças que sejam impostas pelos líderes transacionais.

Liderança inflexível 

A liderança transacional é inflexível. O colaborador não tem liberdade para ir contra as políticas ou instruções dos seus superiores. Caso isso ocorra, várias complicações podem acontecer, como a suspensão ou rescisão de contrato. 

Isso acontece porque o líder transacional diz aos colaboradores da empresa o que deve ser feito e não é aberto a reclamações ou insubordinações.  

Insensibilidade com relação aos colaboradores 

Na liderança transacional os líderes não levam em conta as emoções e as necessidades dos colaboradores. Aqui o que importa são as regras que não podem ser alteradas. Os funcionários só recebem as instruções de forma clara para que executem as tarefas com eficiência.

Analise todas as características e defina a melhor opção para sua empresa

Como você viu neste artigo, há diversas diferenças entre liderança transformacional e liderança transacional. Agora que você conhece essas e outras formas de liderança, poderá identificar qual é a que predomina em sua empresa, não é mesmo? 

Quer conferir outros conteúdos como esse? Então continue navegando em nosso blog e aprenda muito mais sobre liderança e outros assuntos valiosos para as organizações! 

Gostou? Compartilhe!

Por: Fernanda Rodrigues

Analista de Marketing de Conteúdo com formação em linguística e especialização em comunicação digital. Amante de marketing, negócios e tecnologia.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.