Um feedback nada mais é que uma devolutiva, uma resposta oferecida como forma de avaliar e analisar o desenvolvimento de processos, tarefas, equipes, desempenho de pessoas, empresas etc. Mas você sabe qual a importância do feedback para as empresas? 

Ter a cultura do feedback como parte da gestão de pessoas pode ajudar sua empresa a crescer e se consolidar no mercado.

Isso porque o feedback incentiva os colaboradores a obterem melhores resultados, de acordo com as expectativas da gestão e das orientações passadas. Deste modo, as equipes se tornam mais produtivas e novos líderes são descobertos, gerando melhores resultados para a organização.

Pensando nisso, criamos este artigo para que você entenda mais sobre a importância do feedback e conheça as melhores técnicas para dá-lo da maneira correta. 

O que é feedback?

Antes de explicarmos qual a importância do feedback, vamos esclarecer do que se trata essa técnica. 

O Feedback é uma avaliação em forma de resposta, que tem como objetivo levar a pessoa que o recebe a entender como o seu comportamento está sendo interpretado pelos outros. 

Ou seja, é um investimento na relação de trabalho que gera aprendizado e desenvolvimento. 

Oferecer um feedback demonstra que você se importa com o outro a ponto de ter esse tipo de conversa (que precisa ser muito bem conduzida para não gerar efeitos indesejados). 

Mais importante do que o conteúdo do feedback é o tom de voz e expressão corporal de quem o oferece.

Quais são os diferentes tipos de feedback?

Saiba qual tipo de feedback implantar na gestão da sua empresa.

No meio corporativo, os feedbacks podem ser divididos em três categorias. Entenda cada uma:

Feedback positivo

É como dizer “meus parabéns”. O intuito é elogiar um comportamento que gerou impactos positivos na sua empresa e pode servir de exemplo para todos. 

A importância do feedback positivo tem melhores resultados se executado em público, estimulando, assim, uma cultura de elogios.

Feedback construtivo

O feedback construtivo, por outro lado, pode ser utilizado quando a intenção é tocar em um assunto delicado, algo que gerou impactos negativos para a empresa ou alguma tarefa que pode ser aprimorada. 

Porém, para aumentar a sua eficiência, é importante que esse feedback seja dado em um ambiente seguro e confortável para quem vai recebê-lo, evitando constrangimentos e situações embaraçosas.

A conversa também deve tratar dos quatro aspectos do feedback construtivo:

  • Contexto – explicar o âmbito geral da situação, as áreas e processos afetados etc.;
  • Comportamento – deixar claro qual atitude está motivando o feedback;
  • Impacto – expor as consequências de tal atitude para a empresa;
  • Expectativa – oferecer o novo caminho a seguir.

Feedback negativo

Esse tipo de feedback deve ser evitado, porque aponta algo que poderia ser aprimorado, mas não oferece o caminho certo a seguir. 

Portanto, trata-se apenas de um comentário negativo, uma atitude que pode gerar efeitos contrários aos desejados. Por isso, é importante que o feedback seja repensado, a fim de gerar uma cultura organizacional saudável e produtiva.

A importância do feedback na sua empresa

Uma estratégia de feedback é importante para resultados dos seus colaboradores.

A cultura do feedback ajuda pessoas e empresas a crescerem

Conhecer a opinião de seus clientes sobre os seus produtos e serviços é o primeiro passo para aprimorar seus processos e obter melhores resultados. O segundo passo é ouvir os seus colaboradores e gerentes. 

Se realizar uma pesquisa de mercado estiver além das suas possibilidades, a coleta de feedbacks por e-mail ou ligações para seus clientes ajudará a identificar falhas e pontos fortes dos seus processos, facilitando suas decisões e ações, aprimorando suas estratégias.

E para implantar tais melhorias sem que efeitos negativos sejam gerados, também é importante coletar o feedback dos seus colaboradores de maneira adequada. 

Deste modo, a empresa terá colaboradores mais motivados e engajados, com clientes mais fiéis e satisfeitos. Por isso, a importância do feedback é enorme em qualquer companhia.

Leia também: O que são e como utilizar os indicadores de gestão?

Benefícios para a corporação

Implantar a cultura do feedback na sua empresa pode gerar muitos benefícios. Veja os principais e entenda melhor a importância do feedback:

Motivação

Para ter uma equipe engajada e motivada é indispensável criar relações de confiança através de feedbacks. 

Com avaliações regulares é possível oferecer retornos frequentes aos colaboradores, criando um ambiente de competitividade saudável na empresa.

Indicar qual é o caminho para o crescimento é uma excelente maneira de motivar o colaborador a procurar sempre o melhor desempenho, e esse é um dos papéis de um bom gestor.

Aperfeiçoamento

A clareza em relação ao que está sendo realizado e aquilo que é esperado permite que o colaborador tenha uma visão nítida de seu papel e o resultado de suas ações no funcionamento da empresa, incentivando a seguir em busca de aperfeiçoamento e excelência.

Alinhamento

Quando uma empresa possui a cultura do feedback, os seus colaboradores passam a ter comportamentos e interesses mais alinhados aos objetivos estratégicos definidos pela liderança.

A importância do feedback no alinhamento promove mais competitividade e melhores resultados para a empresa, além de crescimento profissional para a equipe.

Como preparar a sua equipe para receber um feedback?

Saiba como comunicar uma devolutiva para seus colaboradores.

O feedback pode gerar ansiedade, por isso, a intenção é humanizar a conversa ao máximo. 

Muitas vezes, quem dá o feedback está em um cargo mais alto na empresa, por isso, é importante demonstrar a importância do colaborador que vai recebê-lo, pedindo um feedback também. Ou seja, uma visão do colaborador em relação à empresa e ao gestor. 

Além disso, é fundamental praticar a escuta qualificada, estando aberto a ouvir opiniões diferentes e saber tratar de assuntos positivos e negativos sem ser agressivo. 

Deste modo, o colaborador se sente mais tranquilo para receber o feedback de seu comportamento e o gestor também tem a oportunidade de conhecer melhor sua equipe e os problemas apontados por ela.

Do contrário, a resistência do gestor pode colocar tudo por água abaixo, e o que seria uma ação benéfica passa a ser prejudicial para a companhia.

Como dar um bom feedback?

O primeiro ponto é o tempo. O feedback precisa ser dado em um curto período após a atitude ou comportamento que o gerou. No entanto, esse tempo precisa ser o suficiente para que eventuais emoções sejam dissipadas

Isso ajuda o emissor do feedback a compreender melhor a situação, e também dá tempo para que o receptor pense a respeito das sugestões.

Além disso, veja outras dicas e entenda a importância do feedback:

  • Tenha essa conversa individualmente;
  • Prepare-se primeiro, faça um roteiro;
  • Escolha um lugar silencioso, confortável e acolhedor;
  • Seja transparente, não tenha medo;
  • Evite revelar desaprovação ou ressentimento;
  • Explique a intenção da conversa;
  • Comece sempre com resultados e comentário positivos para “quebrar o gelo”;
  • Mostre exemplos concretos de um bom desempenho do colaborador;
  • Fale detalhadamente o que deve ser melhorado;
  • Ofereça sempre exemplos práticos de como melhorar;
  • Peça pontos de vista, ideias e opções de soluções do colaborador;
  • Construa um plano claro e objetivo em conjunto com o colaborador.

De quais formas o gestor pode realizar o feedback?

Para que o feedback seja o mais eficiente possível, existem alguns modelos já consagrados com características singulares. Veja, a seguir, os principais:

Feedback Sanduíche

É dividido em três partes:

Elogio

Deve-se ressaltar uma característica positiva em relação ao avaliado, para que ele se sinta reconhecido e mais à vontade para a segunda parte: a pergunta;

Pergunta

O avaliador deve perguntar se há algum ponto que o avaliado acredita poder melhorar para obter um desempenho melhor.

Ação

Neste momento, deve ser construída ou indicada uma atitude para melhorar o desempenho do avaliado, mostrando um caminho claro a seguir.

Feedback 360

Engloba as opiniões de colaboradores em relação a eles mesmos e das diferentes equipes da empresa. Aqui, a importância do feedback revela visões e opiniões sobre o desempenho de uma única pessoa e sobre os departamentos.

Feedback Canvas

Avaliação de equipes em que é possível analisar cada pessoa do grupo individualmente. Esse método permite uma visão geral do desempenho da equipe, mostrando ações que podem melhorar a performance conjunta.  

Feedback Wall

A empresa é avaliada pelos colaboradores, por meio de elogios e sugestão de melhorias. Desse modo, a empresa pode adotar tais ações e melhorar o ambiente de trabalho.

Feedback Kudos

Baseia-se na entrega de cartões para que os colaboradores possam avaliar, reconhecer e elogiar os demais colegas com comentários. É uma maneira de engajar e motivar os profissionais.

Como acompanhar os feedbacks?

O acompanhamento dos feedbacks oferecidos aos colaboradores deve ser realizado através dos processos de avaliação de desempenho, com a estruturação de um PDI – Plano de Desenvolvimento Individual – exclusivo para cada colaborador, de acordo com seu histórico.

O PDI traz as ações a serem tomadas para que o colaborador alcance os objetivos traçados por ele e pela organização, atuando como um meio de desenvolvimento profissional e de aperfeiçoamento dos processos da empresa.

Como avaliar os feedback dados?

Observe e avalie os resultados do seu feedback.

A importância do feedback é imensa quando falamos de avaliação. Para avaliar se um feedback foi eficiente, basta observar se o comportamento do avaliado foi impactado pela conversa

Se o feedback foi positivo e o colaborador manteve o comportamento, então o feedback foi eficaz.

No entanto, se o feedback foi construtivo, mas o colaborador não se propôs a mudar seu comportamento, mantendo as atitudes consideradas inadequadas, o feedback não foi eficaz. Nesse caso, vale reavaliar a maneira como ele foi feito para corrigir possíveis problemas.

Periodicidade

O impacto dos feedbacks aumenta junto com a sua frequência, visto que o colaborador passa a ter mais oportunidades de crescimento e aperfeiçoamento ao longo do tempo. 

Desse modo, o feedback deve ser realizado com certa frequência, mesmo que seja apenas na forma de comentários sobre as tarefas desenvolvidas.

Apostar na periodicidade dos feedbacks também ajuda a quebrar a ideia de “bronca”. Com o tempo, os colaboradores vão se acostumando e entendendo que o feedback é uma oportunidade de crescimento para todos, inclusive para os gestores e a empresa como um todo.

Feedback e feedforward: qual a diferença?

No âmbito empresarial, a diferença entre feedback e feedforward é bastante simples: o feedback se refere a uma atitude ou comportamento realizado no passado, enquanto o feedforward se refere a algo que deve acontecer no futuro.

O objetivo do feedforward é reconhecer as habilidades já desenvolvidas de cada colaborador e aquelas que ainda necessitam de desenvolvimento. Assim, o colaborador acelera seu crescimento profissional, potencializando suas competências.

Plataformas para auxiliar nos feedbacks

Veja algumas ferramentas que você pode utilizar para facilitar a avaliação e o feedback para seus colaboradores:

iFood Card: uma forma única de recompensar bons trabalhos e motivar a equipe

Além de todas as dicas dadas até aqui, saiba que uma excelente maneira de reconhecer um bom trabalho após oferecer um feedback positivo é através de um vale presente.

O iFood Card, o cartão-presente do iFood, permite que você distribua presentes para motivar sua equipe e ampliar o relacionamento com colaboradores, parceiros e clientes.

Acesse o site do iFood Empresas e conheça essa novidade exclusiva!

Gostou? Compartilhe!

Por: Marilizi Gonçalves

Analista de Marketing de Conteúdo, copywriter, especialista em redação. Formação em Letras, cinéfila, apaixonada por ciências humanas, língua inglesa, marketing e fã de um bom cupom de desconto.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.