Que a tecnologia está evoluindo cada vez mais rápido e novos itens são criados, todos os meses, em todos os campos, não há dúvida alguma. Dessa forma, a busca pela inovação deve ser prioridade em todos os ramos de negócio, principalmente quando aliada a gestão 4.0 e ao novo RH.

Nesse cenário, toda e qualquer organização que queira se manter ativa, com credibilidade e competitiva no mercado precisa se adequar às novas tendências que surgem a todo instante para conseguir entregar valor ao seu público.

É por essa razão que, ao longo da história, várias mudanças aconteceram nos processos de fabricação de produtos. Isso fez com que não só as indústrias, mas a sociedade como um todo fosse impactada. 

Essa sucessão de ideias inovadoras nos trouxe a quarta revolução industrial, popularmente conhecida como indústria 4.0.

Trata-se de um conceito que engloba as inovações tecnológicas que surgiram nos últimos anos, facilitando os processos industriais, aumentando a produtividade e os lucros das companhias através da automação de processos. 

A ideia é que existam fábricas inteligentes, que trabalhem de forma autônoma, prevendo falhas nos procedimentos e se adaptando às mudanças e requisitos da produção na era da tecnologia e da otimização.

Mas, se ao mesmo tempo que a indústria 4.0 trata de automação de processos, a pergunta que surge é: e as pessoas? Como os profissionais irão lidar com essa mudança? 

Todos devemos estar preparados para uma nova era tecnológica no mercado de trabalho, e com o setor de Recursos Humanos isso não é diferente. 

O termo Gestão 4.0 veio pra ficar, sendo uma necessidade no mundo atual, assim como o novo RH.

Quer saber mais sobre esse assunto? Então continue a leitura! Neste artigo vamos falar tudo sobre Gestão 4.0 e esclarecer um pouco sobre esse tema tão em alta no mercado.

O que é gestão de pessoas 4.0?

O conceito de gestão de pessoas 4.0 está intimamente ligado ao que chamamos de Indústria 4.0, ou ainda, a quarta grande revolução industrial

O uso de IA e Big Data são bons exemplos da indústria e gestão 4.0

Enquanto esse processo representa uma transformação enorme na maneira como as empresas fabricam os seus produtos, também é fato que esse movimento tende a automatizar a gestão de recursos humanos, criando a necessidade de novos tipos e modelos de gestores.

Assim como a troca de dados entre diversos sistemas busca aumentar a eficiência, esta mesma tecnologia ajuda nas etapas de tomada de decisão no que se refere à gestão de pessoas.

Embora, de maneira global, mudanças ainda maiores surgirão em um futuro próximo, muito da tecnologia necessária já está em uso, visando otimizar grande parte das atividades atuais que estão relacionadas ao departamento de Recursos Humanos. 

O uso da Inteligência Artificial e do Big Data são bons exemplos de tecnologias atuais, que tem auxiliado muitas empresas no processo de automatização dos seus RH’s.

Sendo assim, é possível afirmar que o RH 4.0 é de fato uma revolução no que se refere a área de Recursos Humanos. Nesta era, a gestão de recursos humanos se torna mais ágil e efetiva, direcionando o seu foco nas atividades que envolvem questões estratégicas e não mais apenas em ações manuais, as quais são por natureza: burocráticas e repetitivas.

Essas mudanças na Gestão 4.0 são vistas tanto na criação de ferramentas, por parte da indústria de Tecnologia da Informação, quanto nas novas exigências dos governos no que se refere às relações trabalhistas. 

No Brasil, por exemplo, o surgimento de obrigações como o eSocial, tem forçado os departamentos de RH a adotarem a digitalização de tarefas que até pouquíssimo tempo atrás eram realizadas na base do papel.

É importante migrar de documentos em papel para a digitalização de tarefas.

Isso estende-se também para a questão da administração dos recursos humanos na empresa. 

Em uma era na qual cada vez mais as companhias necessitam de profissionais qualificados, a tecnologia contribui muito com os departamentos de RH, auxiliando em processos seletivos e escolhendo os melhores para cada função, com base no cruzamento de dados e análise do perfil.

Por tudo isso, o setor de recursos humanos deixou de se limitar a um apoiador de pessoas, para se tornar parte de uma gestão estratégica. Dessa forma, é possível afirmar que atualmente, o RH possui um olhar mais atento sobre quem é o capital humano da empresa e como ele pode ser melhor aproveitado, se tornando mais produtivo no ambiente de trabalho.

Quando começou a gestão 4.0?

O chamado conceito 4.0 teve início na indústria, surgindo pela primeira vez em 2011, na apresentação de um projeto cujo objetivo principal circundava as novas estratégias direcionadas para a área da tecnologia do governo alemão. Isso aconteceu em Hannover, em uma feira de negócios.

Após isso, a revolução industrial chegou um novo patamar, conhecido como indústria 4.0 ou quarta revolução industrial, que se refere às todas as inovações tecnológicas e de automação dos processos. Consequentemente a esse movimento, surgiu o RH 4.0.

Ele vem acompanhando a revolução da tecnologia, principalmente através da automatização dos processos, assim como das funções. 

Isso contribui na agregação de valor aos profissionais, que ao conseguirem focar nas atividades essenciais, melhoram, consequentemente, o ambiente de trabalho e o bem-estar dos funcionários, alcançando assim resultados mais interessantes e elevando o lucro da empresa.

A partir do instante em que a tecnologia passou a conectar pessoas, integrar e automatizar processos, o ambiente corporativo ganhou inúmeros adventos. O aumento da produtividade, melhorando os ganhos e a eficiência nos processos são provas de que a automatização nas etapas de Gestão veio para ficar, assim como a indústria 4.0.

Dessa forma, o surgimento do RH 4.0 nada mais é que uma resposta da área para a quarta revolução industrial, também considerada a Era da Tecnologia. 

Dessa maneira, vemos acontecer transformações importantes de forma dinâmica, no que diz respeito às novidades relacionadas à tecnologia. 

Mesmo assim, é importante existir um olhar voltado à estratégia, principalmente dentro da organização, para então conseguir tomar as melhores decisões com o auxílio da tecnologia.

Como incrementar a gestão 4.0 na minha empresa?

Pouco tempo atrás, todas as tarefas do setor de RH de uma organização eram realizadas por pessoas 100% dedicadas a esse fim. 

Na gestão 4.0, é preciso participar ativamente no cotidiano dos colaboradores.

Agora, com a chegada da gestão 4.0, essas tecnologias estão sendo disponibilizadas e compartilhadas. 

Assim, todos os departamentos das organizações devem participar dos processos como recrutamento e seleção, administração de benefícios e gestão de desempenho.

No RH 4.0, a gestão de toda a hierarquia participa do dia a dia da gestão de pessoas. Isso ocorre através do uso de ferramentas e métodos que as auxiliam a colaborar com o RH, mantendo boas práticas e rotinas inteligentes dentro da cultura organizacional

É muito importante ressaltar que isso é muito positivo, afinal, faz com que o lema de colocar as pessoas como prioridade deixe de ser apenas um jargão, e passe a ser, inclusive, mais facilmente percebido pelos funcionários, que se sentem verdadeiramente acolhidos na empresa.

No entanto, se adaptar a gestão 4.0 não é uma tarefa fácil. É preciso investir tempo e valor financeiro. Sendo assim, separamos aqui alguns pontos importantes para ajudar na etapa de implementação deste novo modelo de administração. 

Acompanhe!

Faça uma transição gradativa

Digitalizar não é simples. Porém, para que o processo comece a apresentar resultados positivos é necessário começar aos poucos, diminuindo a utilização dos papéis e automatizando os processos. 

Para isso, é necessário trabalhar em um setor de cada vez. Desse modo, pouco a pouco um ajudará o outro e contribuirá durante todas as etapas, fazendo com que em um curto período todas as áreas funcionem de maneira totalmente tecnológica.

Faça uso dos softwares

Atualmente, são muitos os softwares disponíveis no mercado que podem ser excelentes ferramentas para a gestão 4.0. 

Através deles, pode-se ter um controle mais simples e assertivo das atividades realizadas por cada um dos colaboradores, bem como sua produtividade e rendimento diário. 

Procure por aqueles sistemas que mais se adequam às necessidades e gaps da sua gestão. Desse modo, além de automatizar, poderá melhorar o desempenho geral da empresa também.

Crie uma cultura digital 

Um processo nunca receberá adesão completa enquanto toda a equipe não estiver completamente adaptada a ele. Por esse motivo, é muito importante que todos os colaboradores estejam cientes e entendam a importância da digitalização. 

Com isso, a gestão 4.0 se tornará muito mais simples e eficiente, já que os demais funcionários a compreenderão e trabalharão de modo a fazer com que ela funcione 100% do tempo.

Benefícios do RH 4.0

São diversos os benefícios da implementação do RH 4.0 para as empresas. Entre tantos impactos positivos podemos citar aqueles de maior relevância, como:

  • a redução de custos relacionados a MOD e materiais (papel, computadores);
  • maior facilidade para a tomada de decisão;
  • a ampliação do poder estratégico no que se refere a gestão de pessoas;
  • aumento da  probabilidade de atrair e reter profissionais qualificados;
  • melhora as facilidades para o RH possa contribuir para o aumento da produtividade;
  • melhoria na otimização de processos;
  • a redução de erros e trabalhos manuais;
  • maior possibilidade de inovação na área, etc.

Outro ponto importante na Gestão 4.0 está ligado ao trabalho colaborativo do RH.

Exemplos de empresas que já estão se adaptando a gestão 4.0

Diversas empresas estão adotando as tecnologias referentes a indústria 4.0 em seus setores de Recursos Humanos. Afinal, o ser humano de fato não pode ser substituído, pois ainda que existam máquinas, é necessário que alguém as programe.

De acordo com uma reportagem publicada no clic RBS, a gerente responsável pela área de Recursos Humanos da Doctor Clin, Fernanda Bender, faz uma avaliação da eficácia de softwares e sistemas que auxiliam na otimização da gestão. Embora já conhecidos há muito tempo, diversas empresas ainda eram relutantes em utilizar a tecnologia a seu favor.

Porém, com a crise e a necessidade de distanciamento social algumas companhias foram obrigadas a se adequar a inovação. Nesse cenário, o resultado tem sido positivo e o uso da tecnologia deve ser mantido.

Um bom exemplo é a empresa alimentícia Unidasul, que administra cerca de 47  lojas no Rio Grande do Sul. Ao perceber o desafio que era engajar novos colaboradores através de modelos tradicionais de treinamento, foram tomadas novas medidas.

A maior complicação, neste caso, era manter um alto padrão de qualidade em um treinamento com uma zona de abrangência enorme: aproximadamente sete mil funcionários em torno de 23 cidades. 

Dessa forma, para não precisar depender de características específicas dos instrutores, a gerência da empresa optou por oferecer capacitações técnicas em vídeo, otimizando tempo, espaço e dinheiro.

A Vale também economizou no ano passado cerca de US$ 50,5 milhões em ações como digitalização de processos e inteligência artificial.  De acordo com  a reportagem publicada na Gazeta de Povo a meta deste ano é somar mais de “US$ 100 milhões em economia, através do uso das ferramentas para a quarta revolução industrial”

Além disso, no mercado nacional o iFood não tem ficado para trás no que se refere a revolução industrial. As soluções para as empresas têm sido focadas naquilo que uma indústria 4.0 deve ter, gestão e inovação. 

Um bom exemplo é o iFood Refeição, um sistema digital, flexível e que dá autonomia ao colaborador para escolher o que mais lhe agrada.

Se você gostou de saber mais sobre gestão 4.0 e deseja continuar aprendendo sobre os mais diversos temas relacionados ao mundo dos negócios, continue acompanhando o nosso blog! Aqui postamos os melhores conteúdos para quem deseja fazer uma administração de empresas marcante e de muito sucesso!

Gostou? Compartilhe!

Por: Fernanda Capella

Coordenadora de Marketing de Conteúdo, copywriter, especialista em conteúdo de performance e comunicação. Amante de tecnologia, negócios, café e gastronomia.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.