Nos últimos tempos, surgiu o debate sobre a geração Z no mercado de trabalho. A imersão da tecnologia, as mudanças comportamentais e os eventos históricos sociais e climáticos foram o ponto inicial para isso acontecer. Então é importante as empresas saberem o que esses novos talentos pensam e como agem no âmbito profissional. 

Panorama da geração z no mercado de trabalho

As empresas, na hora de realizar um recrutamento interno, precisam ser adaptáveis e mutáveis para seguir as tendências e comportamentos que surgem. Até porque, com a geração z no mercado de trabalho, os impactos de mudanças são grandes. 

O que é a gen z 

Essa geração agrupa as pessoas nascidas entre 1995 e 2010, sendo o maior grupo populacional atualmente. Por isso, aqueles que nasceram no início dessa geração, já estão fazendo parte das equipes corporativas. 

Eles conseguiram impactar a cultura organizacional, a estrutura e os processos das empresas. Isso é decorrência dos comportamentos, que são diferentes de tudo que havia antes no ambiente de trabalho. 

É a geração mais ágil, energética, com rápida absorção e aprendizado que já existiu, além de ser hiperconectada. Sendo assim, o futuro da geração z no mercado de trabalho tende a refletir essas características. 

Dados sobre essa geração

O que chama a atenção quando olhamos as influências da geração z no mercado de trabalho é a mudança de comportamento sobre o ambiente corporativo ideal. Segundo o estudo da Gente Globo, para 26% e 20%, o co-working e o home office são as grandes preferências. Já 16% deles gostam mais do escritório, e 38% deles não sabem qual das opções escolher. 

Já quando o assunto é motivos para escolher uma empresa, o ranking aparece oportunidade de desenvolvimento como a principal razão, com 34%. Em seguida, a importância salarial e os propósitos da empresa ficam empatados, com 28% cada. 

Isso mostra como a valorização profissional e a cultura organizacional é essencial para eles. Então, na hora de criar uma vaga na sua empresa, faça um job description que mostre todos os benefícios e valores da empresa. 

Não à toa, a expectativa que a geração z tem sobre as empresas é, primeiramente, a atenção e cuidado com a saúde física e mental deles. Além disso, outros tópicos aparecem com destaque, como ter tempo livre e trabalhar remotamente. Por isso, levar esses diferenciais para a sua empresa pode ser valioso. 

Além disso, a mentoria aparece em alta nos interesses dessa geração. Sendo assim, conforme o Gente Globo, 96% dela acredita que um bom líder é aquele que busca o desenvolvimento da sua equipe e compartilha conhecimento. Então, na hora de contratar esses talentos, é importante também treinar seus líderes. 

Características geração z: entenda as principais

Como foi dito, essa geração tende a ser rápida e agitada, por isso prezam por tempo livre e horários flexíveis, além do imediatismo. Eles também são muito independentes, então se a empresa apresenta uma hierarquia horizontal, será muito bem vista. 

A geração z costuma ser muito produtiva e realizar diversas tarefas ao mesmo tempo. Além disso, conseguem improvisar e lidar com dificuldades com mais tranquilidade. As questões sociais e ambientais são muito importantes para eles, já que a diversidade, inclusão e o consumo sustentável são pautas que eles defendem. 

Algumas outras características dessa geração, são: 

  • boa atuação nos trabalhos em grupo;
  • visam o empreendedorismo;
  • possuem tendência de liderança; 
  • são desapegados e individualistas;
  • nômades digitais;
  • muito interativos;
  • apresentam uma comunicação virtual;
  • absorvem múltiplas informações;
  • são criativos.

Então, se você quer se relacionar bem com essa geração e atraí-las para a sua instituição, preze pela transparência, uma boa cultura e política organizacional. Além disso, também treine seus líderes para realizarem uma gestão mais humanizada e pessoal. Isso dará confiança e motivação para a geração z.   

De que forma é possível se adaptar a essa nova geração em uma empresa

Se uma empresa quer ter um headhunter e se destacar para a geração z no mercado de trabalho, é primordial que invista em tecnologia. Essas pessoas nasceram conectadas a internet, e é por isso que sua cultura é totalmente online. Então, buscar meios tecnológicos para implementar no ambiente corporativo, atrairá esses talentos. Exemplos para isso, são:

Comunicação dinâmica

As redes sociais são uma extensão da geração z. É basicamente eles que ditam as tendências e os temas que surgem nas plataformas. Sem eles, muitos movimentos que aconteceram nos últimos anos não existiriam. 

Por isso, ter uma comunicação objetiva, visual e interativa fará com que eles se sintam mais à vontade em uma entrevista. Mensagens de texto ou vídeos rápidos podem fazer parte do dia a dia da empresa. E, além disso, fóruns de discussões para dar opiniões sobre determinados trabalhos também são bem vindos. 

Mais flexibilidade de horário

A juventude prioriza tempo livre e seus picos de momentos produtivos. Por isso, implementar uma cultura organizacional que ofereça horários flexíveis através do trabalho remoto pode ser uma excelente solução para eles. 

Para a gen z, é importante não impor ou obrigá-los a seguir regras que não são necessárias. A liberdade fará com que produzam com mais motivação, organização e dedicação. 

Inovação

A hiper-conexão da geração z faz com que eles busquem sempre por inovações e ideias tecnológicas criativas. Então estimular a participação deles na hora de dar soluções inovadoras é uma excelente estratégia. 

Além disso, busque manter sua empresa atualizada e por dentro das tendências de ferramentas de trabalho. Isso fará com que a geração z fique mais realizada e confortável, já que eles gostam de descobrir coisas novas. 

Implementar essas ações para adaptar sua empresa a geração z no mercado de trabalho fará a sua empresa se conectar com maior facilidade aos profissionais do futuro. Isso resultará em uma corporação avançada, atualizada, tecnológica e criativa. 

Mas, além dessas mudanças, é preciso também oferecer bons benefícios para atrair os novos talentos. Por exemplo, dar um vale-alimentação que possa ser usado tanto no presencial quanto no delivery é um grande diferencial. 

Por isso, conheça os benefícios que o iFood leva para a sua empresa, e agrade não só a geração z, mas todos os seus colaboradores. Para saber mais do vale-alimentação do iFood, clique aqui

Gostou? Compartilhe!

Por: Paulo Pacheco

Advogado, Paulo possui bacharelado e pós-graduação em direito na FGV. Atua com direito empresarial há 10 anos e tem a ambição de tornar o direito próximo do cotidiano ao trazer o mundo jurídico para negócios e ao trazer negócios para o jurídico. Foi membro fundador da Comissão de Estudos e Legislação em Empreendedorismo Criativo da OAB de São Paulo, junto com grandes figuras como founders da Loft, Justtos e Bonuz. Na equipe iFood, estruturou e foi responsável pela expansão do iFood Restaurantes ao participar das negociações com grandes redes logo nos primórdios da organização. Atualmente, atua em seu xodó, iFood Benefícios, como Coordenador Jurídico. Amante de culinária e nerd de carteirinha, Paulo também se dedica a conhecer bons pratos, fazer trilhas e ao fundamental videogame nas horas vagas.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.