Contratar um novo profissional para a sua empresa, muitas vezes, pode não ser uma tarefa fácil. Para encontrar a pessoa ideal, é necessário realizar várias etapas fundamentais. Nesse sentido, uma maneira de facilitar o processo de contratação é implementar o funil de recrutamento

Nesse modelo de seleção, são medidas não só as competências técnicas, mas também a tendência comportamental dos profissionais. Assim, é possível fazer um recrutamento assertivo, ajudando na estabilidade cultural, receita e crescimento da empresa.

Ao longo deste artigo, você vai saber um pouco mais sobre o que é funil de recrutamento, quais são as suas 5 etapas, bem como as vantagens de implementá-lo. Confira!

O que é funil de recrutamento?

Saber o que é funil de recrutamento é um conhecimento essencial para o processo de seleção de pessoas.

O funil de recrutamento funciona como uma espécie de guia, sendo o seu principal objetivo ajudar a área de Recursos Humanos a compreender, de forma macro, as etapas de recrutamento e seleção de novos profissionais, proporcionando uma visibilidade do processo seletivo como um todo.

Com o funil de recrutamento, portanto, é possível ter uma representação gráfica de todas as etapas presentes no processo de seleção de pessoas, desde a aplicação de um candidato a uma determinada vaga até o encerramento dela.

A partir disso, fica muito mais fácil de fazer a análise da base de candidatos, já que o funil de recrutamento possibilita a triagem em cada uma das etapas e, consequentemente, mais clareza para atingir os resultados esperados.

Mas quais são essas etapas de recrutamento e seleção? Continue a leitura e descubra, a seguir, as características de cada uma delas!

Etapas para contratar através do funil de recrutamento

Para saber como recrutar pessoas de uma maneira mais assertiva, é necessário conhecer as etapas de recrutamento e seleção.

O processo de recrutamento e seleção de profissionais precisa ser feito independentemente da vaga disponível, já que ajuda a diminuir a rotação de colaboradores. No entanto, é importante saber que o funil não possui uma estrutura fixa, podendo variar de acordo com a complexidade da vaga. Porém, de modo geral, um funil de recrutamento clássico para você seguir e implementar em sua empresa possui 5 etapas principais. São elas:

Etapa 1: Atração

O primeiro passo é atrair os profissionais ideais, por meio de um job description detalhado e informações essenciais. Nesta etapa, é importante saber as características dos candidatos, a fim de entender qual é o melhor tipo de abordagem.

Caso muitas pessoas estiverem acessando ou recomendando a vaga, mas poucas estejam se candidatando, significa que algo precisa ser alterado. Nesses momentos, é importante analisar a linguagem abordada, se as informações estão completas e atrativas e se o meio de divulgação é o ideal.

Etapa 2: Conversão

Na hora de converter os candidatos para possíveis integrantes do time, é preciso realizar uma triagem e análise dos currículos. Para isso, primeiramente, a empresa precisa já ter decidido os requisitos que ela considera indispensáveis para a vaga.

Assim, a triagem na etapa de análise técnica ficará mais fácil de ser concluída. Logo após, é o momento de realizar a análise comportamental. Essa etapa será discutida ao final deste artigo para você ter uma melhor compreensão e detalhamento.

É importante lembrar, também, que a análise do currículo depende muito da vaga em questão. Se for uma vaga para designer sênior, por exemplo, a experiência constatada no CV vai contar mais. Porém, se for para designer júnior, o fit cultural é mais relevante.

Etapa 3: Método de avaliação

O terceiro passo para o processo de seleção de pessoas é a entrevista. Aqui, o ideal é escolher um modelo em que os candidatos se sintam mais à vontade. Caso fiquem muito nervosos com a abordagem, eles provavelmente não se abrirão o suficiente para que você os conheça. 

É por isso que há diversos tipos de entrevistas, como, por exemplo, os testes de habilidade, dinâmicas em grupo, análise de fit cultural e a famosa entrevista individual com o líder da área, que vai avaliar o nível técnico e compatibilidade de valores com a empresa.

Você deve escolher a opção que melhor medirá o engajamento, conhecimento e valores do candidato.

Etapa 4: Oferta

A etapa de oferta no funil de recrutamento é o momento em que você conquistará os profissionais. Por isso, ter diversos benefícios corporativos inclusos na política da sua empresa, bem como oferecer uma excelente qualidade no ambiente corporativo são essenciais.

O vale-alimentação, por exemplo, é, muitas vezes, uma obrigação que as empresas precisam oferecer. Porém, você pode se destacar escolhendo um valor mais alto ou um vale diferenciado, como é o caso do vale-alimentação do iFood.

Etapa 5: Contratação e onboarding 

Agora que você já cativou seu candidato, analisou bem todas as características e fez sua seleção, chegou o momento de contratar. E a etapa de onboarding fará a nova pessoa se sentir acolhida e aceita na equipe. 

Nesse sentido, realizar um tour pelo espaço, demonstrar como funciona o dia a dia, presentear com um kit da empresa, além de se colocar à disposição para ajudar nesse início são algumas formas de realizar o onboarding.

Vantagens de utilizar o funil de recrutamento

O funil de recrutamento precisa fazer parte da rotina da área de Recursos Humanos. Com esse processo incluso, será muito mais fácil realizar um recrutamento assertivo, além de outras vantagens para a sua empresa.

Como algumas das vantagens de se utilizar o funil de recrutamento no processo de seleção de pessoas, podemos mencionar:

Redução de gastos 

Uma má contratação resulta em muitos gastos. Além disso, dependendo do tamanho da empresa, pode comprometer seriamente os seus resultados futuros.

Assim, operando o funil de recrutamento com eficácia, você poupará erros e novas aberturas de processos seletivos. Por isso, é primordial realizar as etapas de recrutamento e seleção para encontrar o profissional ideal para a vaga e a empresa, evitando trâmites mais onerosos.

Fortalecimento do employer branding 

Segundo um estudo da Jobvite, a imagem da empresa é um dos principais critérios que os profissionais avaliam para se candidatar a uma vaga.

Desse modo, com esse tipo de processo implementado na seleção de novas contratações, o employer branding será fortalecido, retendo os talentos da sua empresa.

Contratação mais assertiva

O recrutamento assertivo é a principal vantagem do funil, pois é ele quem gera todos os demais benefícios. Acertando no profissional, você terá a chance de mantê-lo na empresa durante muito tempo e até implementar um plano de carreira ao longo de sua trajetória.

Monitoramento de métricas

Uma outra vantagem da implementação do funil de recrutamento nas empresas é a possibilidade de monitorar as métricas, que poderão nortear ações e decisões futuras. Algumas das métricas mais comuns de serem analisadas são:

  • Número de pessoas que visualizaram uma determinada vaga;
  • Número de pessoas inscritas;
  • Percentual de pessoas entrevistadas;
  • Comparação entre o número de pessoas qualificadas para entrevistas finais e a quantidade de candidatos inscritos.

Com essas análises, você terá uma visão mais panorâmica a respeito dos pontos fracos, além de saber em qual etapa do funil precisará colocar mais foco para melhorar o processo.

A importância do perfil comportamental e desenho de cargo

O perfil comportamental é importante para saber como recrutar pessoas certas para uma determinada vaga.

De acordo com as características da segunda etapa do funil de recrutamento, é muito importante realizar o perfil comportamental na hora de converter candidatos para a entrevista. Segundo dados de 2018 de uma pesquisa realizada pela Page Personnel, 9 em cada 10 demissões acontecem por questões comportamentais

Por isso, antes mesmo de fazer a análise comportamental dos candidatos, é necessário entender a sua equipe, ou seja, ver quais são as características que se encaixam no grupo e como receberão a nova pessoa contratada.

Assim, entenda se é preciso alguém que tenha o mesmo padrão que os outros integrantes da equipe ou uma pessoa com novas características. Dessa maneira, você saberá o que procurar no novo colaborador, a fim de manter a cultura organizacional da sua empresa qualificada.

Já o desenho do cargo deve levar em consideração as características que o candidato deve ter para realizar as tarefas da vaga com excelência. E, para isso, a empresa precisa entender bem o que aquele cargo exige, para saber quem selecionar na hora de realizar o funil de recrutamento

Essa etapa é primordial para diminuir os índices de turnover, que prejudicam muito a imagem, cultura e ambiente da empresa. É por isso que o funil de recrutamento das análises comportamentais e o desenho da vaga são tão necessários.

Implementando os melhores benefícios na sua empresa, a valorização da oferta sobre a vaga de trabalho e o fortalecimento do employer branding aumentarão! Então, não deixe de conferir quais vantagens o iFood oferece para você gerar ainda mais sorrisos no ambiente corporativo, descomplicando cada vez mais a vida das pessoas. Se quiser saber mais sobre, clique aqui!

Gostou? Compartilhe!

Por: Larissa Trento Oliveira

Formada em Administração pela Universidade Federal do Espírito Santo, Larissa é BP no iFood há dois anos e tem paixão por trazer impacto diretamente no desenvolvimento de pessoas com sua profissão e, como consequência, agregar valor para o business. Mãe de pet de carteirinha, é amante de corrida e exercícios físicos, principalmente quando envolve passear com o Zeca, seu border collie. Larissa já atuou como BP do time iFood Colômbia, México, iFood Shop, Marketing e agora atua como ponto focal do RH para crescimento do iFood Benefícios.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.