Criatividade e inovação no ambiente de trabalho são, muitas vezes, mais importantes do que ter um amplo conhecimento técnico. Dessa forma, contar com profissionais capacitados e que possuem ideias originais permite que os projetos tenham impactos mais transformadores e abram as portas para novos negócios na empresa, além de gerar resultados mais rápidos.

E o crescimento de empresas que prezam por uma cultura moderna de trabalho e que seguem a gestão criatividade e inovação, como Google, iFood e outras startups de sucesso, mostram que esse é o caminho certo. E para nós do iFood Empresas, ver nossos parceiros expandindo em conjunto conosco é essencial para um mercado mais equilibrado, saudável e revolucionário. 

Pensando nisso, trouxemos esse guia com dicas e informações para você estimular a criatividade e inovação da equipe e ter um time de profissionais inovadores dentro do ambiente de trabalho. Vamos lá?

Diferenças entre a criatividade e a inovação

Ideias criativas são a base de qualquer inovação que as empresas desejem oferecer.

Embora a criatividade e a inovação sejam habilidades que se fundem e costumam estar juntas no ambiente corporativo, suas interferências são distintas, complementares e fundamentais. 

Digamos que a criatividade faz parte dos primórdios do planejamento, ou seja, ela atua no momento de ter ideias e pensar em como fazer diferente e melhorar determinado produto ou objetivo. 

Neste ponto, a criatividade no trabalho existe como uma habilidade em potencial. Existente dentro de nossa mente e que pode ser liberada e canalizada para as ações e demandas da empresa. Em resumo, quanto mais curioso e criativo seu funcionário for, mais soluções ele trará para empresa e para o trabalho.

Já a inovação é o conceito final, e isso significa que graças à criatividade aplicada na projeção de projeto ou produto, foi possível a criação e concepção de uma inovação, fazendo com que a sua empresa também se torne revolucionária e arrojada. 

Entretanto, é importante frisar que uma inovação não se resume somente a invenção de novos produtos. Mas também, em transformações e adaptações de soluções já existentes, fazendo com que elas tenham novas funcionalidades e se adaptem aos novos hábitos dos consumidores.

A importância de ter criatividade e inovação no ambiente de trabalho

Com a constante concorrência no mercado de trabalho atual, estimular a criação de projetos criativos e inovadores é essencial para a geração de oportunidades de negócios, tanto para os profissionais quanto para as empresas.

Por conta dessa crescente demanda por diferenciais, as organizações devem constantemente investir no treinamento e capacitação de seus colaboradores. Afinal, são eles os responsáveis pelo desafio de transformar e inovar seus produtos. 

Somente a partir das soluções desenvolvidas por profissionais criativos, é que as empresas continuarão a avançar diante da complexidade das demandas atuais da população mundial. 

Dessa forma, é papel da empresa incentivar e apresentar referências que ela acha importante para o segmento e para o crescimento profissional, sempre com sinergia entre a personalidade do indivíduo contratado e as missões, visões e valores da organização. 

Além disso, é extremamente necessário que durante uma entrevista o RH e o candidato sejam sinceros quanto às competências criativas que a empresa espera de seus funcionários, para que não haja decepções futuras e ambos se queimem por não cumprirem o esperado.

Vale frisar também que a criatividade é importante mesmo para as empresas com workflows mais tradicionais, pois isso faz com que ela consiga se manter dentro do mercado. Afinal, imagine se a Volkswagen, por exemplo, continuasse vendendo os mesmos carros até os dias de hoje? 

Eles seriam comprados por um público muito específico de colecionadores e mais ninguém, certo? E com certeza não é isso que uma multinacional quer, pois apesar de ser essencial ter um nicho, o ideal é agregar dentro dele o maior número de consumidores satisfeitos mantendo a essência apesar da inovação.

Como estimular os funcionários a terem criatividade no trabalho 

Das ouvidos à experiências e ideias de seus funcionários é o princípio para incrementar criatividade e inovação nas empresas. 

Entendendo os significados, diferenças e importância dos conceitos de criatividade e inovação nas empresas, chegou o momento de aprender como impulsionar a criatividade de seus funcionários, e assim mantê-los implementando sempre novas ideias no ambiente de trabalho.

Por isso, separamos abaixo algumas dicas para estimular essa habilidade em sua organização:

1. Permita que os colaboradores se expressem

De acordo com um artigo publicado pela Harvard Business Review, muitos líderes possuem dificuldades em confiar na criatividade de seus funcionários. E é justamente esse pensamento que impede a geração de novos caminhos e soluções dentro de uma empresa.

Sendo assim, durante um novo projeto ou na execução de uma tarefa, marque uma reunião e deixe os funcionários à vontade para debaterem ideias e exporem soluções criativas. E seu papel enquanto gestor, será analisar as sugestões que podem trazer resultados e encontrar maneiras de otimizar o processo. 

É muito importante que o gestor esteja aberto a todas as ideias, e mesmo que não concorde com o que foi sugerido, lembre-se de não reagir de modo negativo. Afinal, sua função é direcionar e estimular a confiança dos colaboradores, para que se sintam confortáveis para expressarem o que querem e o que pensam. 

2. Disponibilize atividades de lazer no ambiente de trabalho

Essa ideia foi recusada durante anos pelas empresas mais tradicionais e formais. Porém, com o aumento das startups e suas mesas de ping-pong, salas de leitura, sofás para descansos e até aulas de dança e de yoga, hoje sabemos que levar entretenimento para o ambiente de trabalho é um superinvestimento, já que tais atividades de lazer faz com que os funcionários sintam-se mais motivados, produtivos e criativos.

Não é atoa que nas pesquisas de melhores lugares para trabalhar, as organizações que lideram o pódio são aquelas que aprimoram a cultura corporativa investindo em ambientes de descanso e lazer para seus funcionários. Afinal, tirar um tempo de folga — além do horário de almoço — é bom para que o fluxo de ideias fique revigorado e o pensamento flua melhor. 

Escritório do Google Brasil em São Paulo, foto tirada em 2013, por Guilherme T. Santos. 

Mas não pense que é necessário fazer parte de grandes corporações ou ter muito dinheiro disponível para investir em tantas ações divertidas. Um simples local onde a equipe possa fazer pausas para tomar um café e conversar com os colegas, já trará uma outra atmosfera para o ambiente de trabalho. 

3. Insira uma política de incentivos

Uma das melhores maneiras de estimular uma inovação criativa para a empresa, é oferecendo incentivos que podem ser medidos ou vistos, como presentes ou recompensas. Isso porque, a sensação de fazer parte de uma empresa que valoriza todos que fazem parte dela, é extremamente relevante e motivadora para as equipe se dedicarem ao trabalho.

Para isso, não é necessário gastar uma elevada quantia de dinheiro. O presente pode ser, por exemplo, um cartão como o iFood Card, para ele gastar quando e como quiser em uma das centenas de restaurantes disponíveis no app.

4. Invista no crescimento dos funcionários

É fato que nem todos os colaboradores possuem a capacidade de serem criativos sozinhos, por isso é necessário um certo investimento da empresa no crescimento individual de potenciais talentos

Mesmo que muitas vezes faltem ideias diferentes e criatividade em certos funcionários, com certeza eles possuem as competências necessárias para gerenciar e cumprir com a sua função, não é mesmo?

Então, inserir palestras e workshops sobre criatividade e inovação — além de dar e receber feedbacks em reuniões individuais para saber o que acontece no cotidiano do indivíduo — são ótimas maneiras de treinar as habilidades criativas de cada um e também avaliar de forma coerente se o que acontece é falta de treinamento ou se não houve interesse e cooperação do profissional.

Gestão da inovação: como avaliar as ideias criativas dos colaboradores

Com o ambiente de trabalho todo voltado para a criatividade e inovação, com certeza o fluxo de ideias terá um movimento promissor e os funcionários se sentirão cada vez mais livres e motivados para executarem novas criações e melhorias.

E é neste momento que será necessário saber avaliar tais inovações da equipe, para que os investimentos tenham o retorno esperado — já que as benfeitorias e ações da empresa custam dinheiro.

Portanto, veja a seguir 3 maneiras de mensurar a criatividade e inovação dos seus colaboradores:

1. Confira os resultados

Uma ótima maneira de saber se aquele produto ou ideia inovadora terá boa aceitação, é utilizar mídias digitais, pesquisas e outras maneiras que permitam que o público exponha sua opinião sobre tal inovação. Dessa forma, você terá uma noção sobre a repercussão dos clientes e se a mesma é rentável e será comprada. 

Algumas empresas, inclusive, disponibilizam seus processos desde os bastidores através das redes sociais, e a partir do feedback dos seguidores e consumidores realiza ajustes e mudanças necessárias antes da conclusão, colocando na rua apenas algo realmente lucrativo.

2. Forneça um briefing com as tarefas

A criatividade e inovação é necessária, porém ela deve ser voltada para um projeto ou resolução de um problema. Direcionar o fluxo de ideias através de reuniões de briefing é uma ótima maneira do funcionário não ficar perdido e apresentar propostas que não agradam o cliente ou que não cumprirão com o esperado. Ou seja, incentive a criatividade, mas guie ao problema para que a solução dele seja inovadora.

3. Acompanhe o mercado e seus concorrentes

Saber o que acontece dentro de um contexto geral do seu mercado é essencial tanto para estimular a competitividade quanto para saber o que está sendo feito pela concorrência. 

O ideal da criatividade e inovação no ambiente de trabalho é encontrar o equilíbrio, e isso significa não necessariamente trazer algo completamente fora do eixo e que cause estranhamento, mas também fugir de ideias que sejam uma simples cópia.

Em resumo, deve haver sintonia entre marketing, inovação, público-alvo e todos os outros fatores importantes de gerenciamento e rentabilidade do projeto ou produto. 

O ambiente de trabalho confortável é importante para se ter uma empresa mais inovadora

Todas as áreas da empresa devem estar alinhadas pelo propósito de estimular a criatividade e inovação no trabalho.

Mais importante do que a criatividade e a inovação que tem sido abordada neste guia, é trabalhar de maneira conjunta e contínua dentro de todos os setores da empresa. Afinal, um único funcionário criativo dentro da parte de marketing não fará diferença se não tiver apoio do financeiro, por exemplo.

Portanto, é necessário que a ligação entre todos sejam horizontal, para que o operacional com uma nova ideia consiga passar para seu gestor e vice-versa. Além disso, um bom exemplo também é crucial para que os demais se inspirem em seus líderes e a empresa esteja 100% alinhada em todas áreas.

E agora que você já sabe todos os passos para estimular a criatividade e inovação da equipe, não deixe de inserir essa rotina mais dinâmica no ambiente de trabalho. 

Assim, além da sua empresa sair ganhando com projetos e soluções à frente do mercado e da concorrência, o seu time também trabalhará muito mais motivado e produtivo. Tem soma melhor do que essa?

Gostou? Compartilhe!

Por: Fernanda Capella

Coordenadora de Marketing de Conteúdo, copywriter, especialista em conteúdo de performance e comunicação. Amante de tecnologia, negócios, café e gastronomia.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.