Muitas empresas optam pela contratação freelancer para  realizar demandas pontuais ou projetos que exigem alguma habilidade específica. Mas, será que realmente vale a pena?

Em resumo, freelancer é o termo em inglês utilizado para se referir a um profissional autônomo que oferece sua prestação de serviço para diferentes empresas sem estabelecer um vínculo empregatício com nenhuma delas. O que pode ser um ponto positivo de acordo com a necessidade do seu negócio.

Quer saber mais sobre o assunto? Então, continue a leitura,o blog de hoje, vamos falar sobre as principais vantagens e desvantagens da contratação freelancer e como aderir a este modelo de trabalho.

Como funciona a contratação freelancer?

O grande diferencial da contratação freelancer é a liberdade. Tanto para a profissional, quanto para a empresa. O que torna possível apostar em modelos mais flexíveis de trabalho

Nesse sentido, não existem cobranças referente à carga horária, por exemplo. O profissional tem total autonomia para desenvolver seu trabalho da forma como achar melhor. Desde que entregue os resultados dentro do prazo estipulado.

O modelo de trabalho vem crescendo principalmente após a pandemia da Covid-19. Apenas em 2020, a Workana, plataforma para trabalhadores freelancers se conectarem com clientes, recebeu mais de 1 milhão de cadastros profissionais.

Este crescimento se deu, em grande parte, devido à crise econômica e de desemprego gerada pelo coronavírus O que apresentou a boa parte dos brasileiros os “freelas” como uma oportunidade de garantir uma renda extra ou mesmo o sustento total para aqueles que se dedicam exclusivamente a este formato de trabalho.

Graças à flexibilidade da contratação freelancer, a expectativa é que este mercado continue a crescer mesmo após a pandemia. Por este motivo, já existem diversos sites especializados em conectar profissionais de qualquer lugar do mundo às empresas que necessitem dos seus serviços.

Algumas das principais plataformas para encontrar um profissional freelancer são:

Vantagens e desvantagens em contratar um freelancer

Confira algumas da principais vantagens e desvantagens da contratação freelancer e como ela pode impactar as empresas e os profissionais:

Flexibilidade

Uma das principais vantagens deste modelo de trabalho é a flexibilidade. O que pode tornar todo o processo muito mais fácil e positivo tanto para o profissional, quanto para a empresa.

Se por um lado, o freelancer tem a liberdade de decidir o seu melhor horário de trabalho e local para realizar as atividades; por outro, a empresa não precisa se preocupar com fatores como a dinâmica de grupo ou gestão estratégica de pessoas.

Isto porque a relação entre o profissional autônomo e a organização é baseada unicamente na prestação de um serviço específico dentro do prazo acordado.

Custos trabalhistas

Outro ponto importante que deve ser analisado na hora de optar pela contratação freelancer são os custos trabalhistas do processo. 

Neste caso, a empresa não precisa arcar com os gastos referentes à uma contratação CLT, como 13º salário, folgas remuneradas e FGTS. O que possibilita a inclusão de um maior número de colaboradores. 

Já para o profissional, este fator pode representar uma desvantagem em comparação ao modelo formal de trabalho caso ele não tenha um bom planejamento financeiro.

Não tem estabilidade

Vale lembrar também que a contratação freelancer é marcada pela instabilidade para ambas as partes.

Isto porque, embora seja importante estabelecer um contrato para a realização de cada trabalho, não existe nenhuma obrigatoriedade de prorrogação deste contrato para outras possíveis demandas.

Ou seja, o profissional pode ser dispensado depois de entregar uma tarefa, o que pode prejudicar a sua renda. Mas também pode querer não assumir outros compromissos com a empresa, o que pode deixar a organização sem mão de obra para realização de determinada demanda.

Freelancer x PJ x MEI

É comum que haja dificuldade em diferenciar o que é freelancer, PJ e MEI na hora da contratação. Por isso, muitas pessoas acabam tratando os termos como sinônimos. Mas é importante saber que eles não são!

Freelancer é uma modalidade de trabalho relacionada à prestação de serviço sem vínculo empregatício entre o profissional e a empresa. Já PJ é a sigla para Pessoa Jurídica. Ela é uma identificação para uma entidade empresarial.

Existem diversos formatos de empresa que se enquadram como PJ. Como Sociedade Limitada LTDA, Sociedade Anônima (S.A), Microempresa (ME) e o próprio MEI, que é a sigla para Microempreendedor Individual.

Dessa forma, o MEI é um profissional autônomo que se cadastrou como PJ para ter o direito de emitir notas fiscais sobre a sua prestação de serviços freelancer para outras empresas.

Como fazer a contratação correta de um freelancer?

Apesar de não haver vínculo empregatício entre a empresa e o profissional na contratação freelancer, é fundamental realizar um contrato de prestação de serviços para formalizar a relação e a previsão de trabalho.

Para isso, é importante que esteja previsto em contrato:

  • Identificação de ambas as partes, com dados como nome, endereço e CNPJ da empresa e do freelancer;
  • Descrição detalhada do trabalho que deverá ser realizado;
  • Direitos e deveres dos envolvidos acordados durante a negociação, como para o caso de a empresa ter se comprometido a fornecer material de trabalho;
  • Determinação do prazo para entrega da demanda;
  • Valor total do serviço e forma de pagamento.

Além disso, na hora de fazer a contratação, é de bom tom que a empresa procure o profissional com algum tempo de antecedência para que ele possa se programar para a realização da atividade.

Como fazer uma vaga de freelancer atrativa para os profissionais?

Grande parte das pessoas que buscam por uma contratação freelancer estão interessadas em complementar a renda. Por isso, uma boa alternativa para tornar a vaga mais atraente é oferecer uma remuneração vantajosa em comparação ao mercado.

Além disso, um maior prazo para realização da tarefa e ter um processo bem estruturado e organizado com todos os setores envolvidos também são pontos que podem tornar a proposta mais interessante.

Caso a sua empresa trabalhe com algum produto ou serviço focado no consumidor final, oferecer uma amostra para o freelancer também pode ser uma forma de tornar a vaga mais atrativa. Ao mesmo tempo em que ajuda o profissional a conhecer mais sobre o seu negócio.

Por fim, embora não seja uma obrigação, oferecer benefícios também pode ser um grande diferencial. Como vale alimentação ou transporte, quando for necessário. 
Assim, se na hora de fazer uma contratação freelancer, você optar por oferecer benefício, conte com o iFood Benefícios. O vale-alimentação e vale-refeição do iFood!

Gostou? Compartilhe!

Por: iFood Benefícios

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.