As empresas modernas estão cada vez mais investindo em um ambiente de trabalho saudável. Afinal, a satisfação dos funcionários está diretamente ligada aos ganhos da organização, bem como a sua capacidade de manufatura e a qualidade dos produtos produzidos.

Em uma pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva, constatou-se que 56% dos trabalhadores formais não se sentem satisfeitos com seus atuais empregos e as suas condições. Ou seja, mais da metade da população brasileira não está feliz com o ambiente de trabalho que ocupa e com suas respectivas funções.

Por outro lado, segundo um estudo da Universidade de Warwick, colaboradores felizes apresentam resultados 12% melhores em comparação aos descontentes. Além disso, se tornam três vezes mais criativos e aumentam sua capacidade comercial em 37%. 

Esse estudo evidencia a relação entre ambiente de trabalho, produtividade e o capital humano. E assim, estimulando que as grandes empresas invistam em uma gestão com foco em pessoas e garantindo equipes de alta performance.

Continue acompanhando para saber criar um espaço adequado e com qualidade de vida aos colaboradores da sua empresa.

O que é ambiente de trabalho?

Grande parte dos profissionais passa a maior parte do dia no ambiente de trabalho, por isso é importante que eles ofereçam conforto e bem-estar.

Chamamos de ambiente de trabalho o local onde são realizadas pelos funcionários as atividades que competem às suas funções. Ou seja, em conceito, se trata do espaço no qual a produtividade da organização acontecerá.

No entanto, tratando de forma prática, essa definição estende-se bastante. Além das características físicas, também incluem-se no ambiente de trabalho o clima e a cultura organizacional, bem como a atmosfera social e interpessoal da organização. 

Características físicas

Um ambiente de trabalho adequado é aquele que possui características que estimulam a produtividade. Seja em home office, coworking ou grandes escritórios bom equipamentos acompanhados de uma boa decoração e organização são essenciais para garantir um bom fluxo de pensamentos aliados a criatividade para elaboração de projetos.  

Para isso, nem sempre é necessário muito investimento. Poucos detalhes como o uso de cores ou objetos que passem a sensação de bem-estar no trabalho já cumprem o papel necessário.

Clima e cultura organizacional

Mesmo com um ambiente propício para um bom rendimento no trabalho, se não há incentivos por parte do clima e cultura organizacional da empresa, a rotina diária pode não ser muito estimulada. 

Dessa forma, é importante que aspectos relacionados à cultura e diretrizes da organização sejam constantemente reforçados através de ações e campanhas de endomarketing que auxiliem no engajamento e motivação de equipes no trabalho.

Atmosfera social e interpessoal

Outro ponto complementar ao clima e cultura organizacional para um bom ambiente de trabalho é a atmosfera social e interpessoal entre os colaboradores da empresa. Quando boas relações e a comunicação corporativa são incentivadas, os projetos e inovações conseguem fluir de maneira positiva e alinhada. 

Os colaboradores conseguem expor suas ideias sem limitações? Os líderes e liderados possuem uma relação horizontal?  Os diferentes departamentos se conhecem e conseguem se integrar? São possíveis indicadores para entender como sua organização está caminhando.

Se atentando a esses pontos apresentados, percebemos a importância de zelar por um ambiente agradável. Não tratando apenas de condições relacionadas a limpeza e ordem, mas também ao sentido do bem-estar dos colaboradores e como eles podem se sentir bem e realizados exercendo as suas funções.

Quando não ocorre o acompanhamento do ambiente profissional por parte da gestão, é comum que os níveis de insatisfação cresçam consideravelmente. Desse modo, todo o sistema produtivo começa a ruir, partindo da queda na qualidade das atividades e chegando a níveis drásticos, como pedidos de demissão em massa e uma procura constante por novas oportunidades.

Na famosa pesquisa “Empresas Humanizadas”, apresentada pela primeira vez na “Capitalismo Consciente Latin-American Conference 2019”, os resultados comprovaram: organizações que investem em seu capital humano possuem lucros duas vezes maiores que as não humanizadas.

No entanto, para saber disso não é preciso ir muito a fundo nas pesquisas. São muitos os cases de sucesso ativos dentro do mercado que são conhecidos pela qualidade dentro do espaço fornecido aos colaboradores. Sendo assim, vale a pena saber mais e se aprofundar no conceito para garantir um ambiente de trabalho de mais sucesso.

Empresas humanizadas e os benefícios de um bom ambiente de trabalho

Organizações em que o investimento no ambiente de trabalho é prioridade alcançam o posto de melhores empresas para se trabalhar e retém mais talentos. 

O termo “empresa humanizada”, apesar de recente, tem adquirido bastante relevância nos últimos anos. Isso se deve, em grande parte, as gigantes do mercado que aderiram ao método, percebendo as vantagens que ele proporciona aos colaboradores e a produtividade da empresa como um todo.

Dentre os benefícios, podemos destacar dois diferentes nichos: internos e externos

Benefícios internos das empresas humanizadas

Chamamos de benefícios internos aqueles que são notados pela gestão, colaboradores e na produção como um todo. São eles:

Aumento na produtividade

Como citamos anteriormente, não são poucas as pesquisas que apontam o quanto as empresas humanizadas saem na frente daquelas que não possuem um ambiente adequado a seus colaboradores.

Funcionários satisfeitos com suas condições de trabalho se sentem mais motivados a realizar adequadamente suas funções, além de oferecer um empenho maior. Isso resulta em uma entrega de itens de qualidade e em quantia relevante a lucratividade da empresa.

Retenção de talentos

Um ambiente de trabalho inadequado pode ser o grande responsável pela saída de funcionários e resultados insatisfatórios na produção. Quando a empresa não oferece um suporte a gestão, a consequência são colaboradores infelizes e uma alta no índice de rotatividade de colaboradores.

No entanto, quando há incentivos e benefícios a serem reportados, a situação é inversa. Toda a mão de obra se torna mais engajada e é capaz de criar números infinitamente melhores.

Benefícios externos das empresas humanizadas

Os benefícios externos, por sua vez, são aqueles diretamente envolvidos com o nome da marca dentro do mercado e sua visibilidade frente aos consumidores. Dentre todos, destacamos:

Facilidade na contratação de colaboradores

Quem nunca sonhou em trabalhar em uma empresa famosa por seus benefícios e flexibilidade, não é mesmo? Esse é o objetivo de muitas pessoas que se sentem insatisfeitas em seus empregos atuais e pensam em mudar de vida. 

Uma empresa humanizada possui maior facilidade na contratação, bem como ampla variedade de escolha, devido aos diversos perfis de currículos recebidos. Sendo assim, pode constantemente investir em novo capital humano e renová-lo quando for necessário.

Agregação de valor no produto

Segundo um estudo realizado no Rio de Janeiro, a população brasileira tem se tornado cada vez mais consciente em suas compras. Os resultados apontam que 85% das pessoas preferem consumir produtos de qualidade comprovada, mesmo que custem mais caro.

Quando uma empresa é famosa por seu ambiente de trabalho confortável, automaticamente ela é associada a produtos de qualidade. Sendo assim, a construção de marca em cima dos benefícios aos colaboradores é vantajosa não apenas em produtividade, mas em agregação de valor nos itens. 

O modelo de gestão iFood e como se adequar às empresas humanizadas do mercado

Dentre tantas empresas que adotaram o aumento de produtividade no trabalho através do investimento em seus colaboradores, são muitas as que se destacam. Natura, Cielo e Johnson & Johnson são apenas alguns exemplos.

Porém, o iFood passou por uma transformação em seus métodos que se tornou referência em todo o mercado de empresas humanizadas. Segundo seu diretor em uma entrevista à imprensa, “a tecnologia caminha ao lado da humanização”.

Essa frase se tornou um guia dentro da organização, que a cada dia trabalha mais por um ambiente saudável e próspero para seus colaboradores. O investimento, obviamente, tem produzido bons frutos, dado ao fato que a empresa segue em uma crescente a cada ano, com tendências em aumentar seus números cada vez mais.

Com base nisso, se você pretende aderir a esse modelo de gestão para melhorar ainda mais a sua força de trabalho, confira algumas dicas de implementação do sistema humanizado.

Incentive a comunicação aberta

Uma pesquisa realizada pelo g1 se tornou muito famosa recentemente por seus resultados reveladores: 8 em cada 10 funcionários que pedem demissão o fazem por conta do chefe. Entre as principais queixas destacam-se a falta de feedbacks honestos e não ter suas ideias ouvidas, além de pressão desmedida e cobranças inadequadas.

Um ambiente de trabalho humanizado possui comunicação fluida, aberta e constante entre gestão e funcionários. Através dela facilita-se a resolução de conflitos e pode-se evitar a propagação de boatos. 

Sendo assim, é necessário estabelecer uma relação de confiança entre a administração e os demais colaboradores, de modo que não existam ruídos nas notícias e informações propagadas.

Promova a diversidade

Empresas humanizadas são abertas a toda a diversidade que possa acrescentar valor aos itens e a produção. Sendo assim, é de extrema importância contar com um setor de recursos humanos preparado para receber, ajudar e agregar pessoas diferentes na organização.

No entanto, apenas colocá-las para dentro não é suficiente. É preciso incluí-las, trabalhar contra a disseminação do preconceito e estabelecer políticas efetivas para a não discriminação. Desse modo, cria-se um ambiente de trabalho confortável e seguro para todos.

Conforto para o dia-a-dia

Em uma pesquisa realizada pela consultoria de RH Future Workplace, os resultados constatados foram um verdadeiro plot twist para a mente de muitos gestores: os colaboradores preferem condições naturais de trabalho, como um ambiente claro e arejado, do que benefícios grandiosos, como academias e centros esportivos na empresa.

Trazendo esses dados para a prática, podemos perceber que, na verdade, o investimento em força de trabalho humano deve ser realizado naquilo que mais fará diferença no dia a dia da organização. Como por exemplo, na criação de um refeitório adequado, espaços de descanso e equipamentos que mantenham o clima adequado.

Integre os colaboradores no trabalho remoto

Atualmente muitas empresas operam com o modelo de trabalho remoto, seja com parte dos colaboradores ou toda a equipe. Sendo assim a responsabilidade e cuidados com o ambiente de trabalho se restringem a cada indivíduo.

Entretanto, essas organizações também podem estar presente e demonstrar suas preocupações com os colaboradores.Além de disponibilizar os equipamento necessários como cadeiras ergonómicas, por exemplo, as empresas podem investir no envio de mimos em forma de comida com o iFood Card.  

Esse cartão presente auxilia no processo de integração e engajamento dos colaboradores, que se sentem pertencentes a equipe e ao ambiente de trabalho.   

Além dessas dicas, muitas outras são compreendidas pelo modelo de gestão humanizado. Sendo assim, é necessário sempre se atualizar e pesquisar e estudar as melhores atuações de empresas para garantir uma rotina de mais qualidade à força de produção da sua empresa.

Por isso, continue acompanhando o nosso blog! Aqui, postamos conteúdos relevantes para você que deseja melhorar a qualidade de vida de seus colaboradores!

Gostou? Compartilhe!

Por: Fernanda Capella

Coordenadora de Marketing de Conteúdo, copywriter, especialista em conteúdo de performance e comunicação. Amante de tecnologia, negócios, café e gastronomia.

Deixe seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.